Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Suspeito de praticar "rachadinha"

Ex-deputado federal Boca Aberta é preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo

Redação Bonde com MP-PR
19 jul 2023 às 09:40
- Luis Macedo/Câmara dos Deputados/15-04-2019
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O ex-deputado federal Boca Aberto, que é suspeito de praticar "rachadinha" - desvio de dinheiro de assessores -, foi alvo de mandados de busca e apreensão realizados pelo MP-PR (Ministério Público do Paraná) na manhã desta quarta-feira (19). 


A ação contou com a participação do Gepatria (Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa) e do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado). Durante a operação, o investigado foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O foco da investigação é apurar possíveis ações ilícitas do ex-parlamentar contra seus ex-assessores e testemunhas envolvidas no processo penal relacionado ao suposto crime cometido durante o mandato do investigado. Durante as buscas, foram apreendidos celulares, computadores e uma arma.

Leia mais:

Imagem de destaque
Dois suspeitos seguem foragidos

Polícia Civil prende homem que chefiava esquema de transporte de drogas em Maringá

Imagem de destaque
Desacordo comercial

Irmão acusado de furtar empresa de irmã a agride e acaba preso em Apucarana

Imagem de destaque
Prejuízo de R$ 1 milhão às vítimas

Polícia Civil prende quatro suspeitos de furtar e roubar carros para vender peças em Londrina

Imagem de destaque
Investigação

PF rebate em indiciamento explicações de Bolsonaro sobre joias e vê contradições


A equipe do Portal Bonde entrou em contato com a defesa de Boca Aberta, mas ainda não obteve retorno.

Publicidade


Imagem
Câmara de Londrina recebe novo pedido de investigação contra Mara Boca Aberta
A CML (Câmara Municipal de Londrina) divulgou no início da sessão desta terça-feira (7) o recebimento de mais um pedido de CP (Comissão Processante) contra a vereadora Mara Boca Aberta (Pros).


Segundo relatos de testemunhas e vítimas ouvidas pelo Gaeco, o ex-deputado utilizava frequentemente as redes sociais para atacá-las, com o objetivo provável de desacreditá-las e intimidá-las, com o intuito de atrapalhar o andamento do processo judicial.


Os mandados foram expedidos pela 3ª Vara Criminal de Londrina, que determinou medidas adicionais, como a monitoração eletrônica do ex-deputado por meio de tornozeleira, além da proibição de qualquer tipo de contato físico ou comunicação com as testemunhas - incluindo postagens na internet e mensagens por aplicativos - ficando estabelecido uma distância mínima de 200 metros entre eles.


Leia mais na FOLHA DE LONDRINA


Imagem
Preso por posse de arma, Boca Aberta paga fiança e terá de usar tornozoleira
Ex-deputado afirma que tem registro de CAC para armamento; ele foi alvo de busca e apreensão em caso de suposta rachadinha
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade