Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
No Paraná

Filho do comandante dos Bombeiros morre em assalto

Loriane Comeli - Redação Bonde
22 out 2009 às 22:09
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Jorge Guilherme Marinho Martins, de 26 anos, foi morto a tiros na manhã desta quinta-feira (22) durante uma tentativa de assalto na Rua Conde de São João das Duas Barras, no bairro Boqueirão, em Curitiba. Jorge era filho do comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Jorge Luiz Martins.

Segundo o posto do Corpo de Bombeiros do Boqueirão, o crime ocorreu por volta de 6h30, quando Jorge estava na frente da casa de sua namorada, Jéssica de Andrade Casas, 21 anos, que também foi atingida pelos tiros, mas não corre risco de morte.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Segundo levantamentos preliminares, o rapaz entregou a chave do veículo ao assaltante e desembarcou. Jéssica teria tido dificuldades para soltar o cinto e o bandido a baleou com um tiro de pistola calibre 765. Vendo a namorada ferida, Jorge Guilherme lutou com o marginal que atirou três vezes contra o rapaz. Gravemente ferido o jovem deu a volta no carro e caiu ao lado da porta do passageiro, onde morreu.

Leia mais:

Imagem de destaque
Corpo foi recolhido

Adolescente de 17 anos é encontrado morto perto de mata no Centro de Londrina

Imagem de destaque
Fez falsas acusações

Homem é preso por xingar e ameaçar vizinho no Jardim Interlagos, em Londrina

Imagem de destaque
Polícia Civil investiga o caso

Homem atacado com madeira e tijolos é encontrado morto em quintal de casa em Jacarezinho

Imagem de destaque
Ranking

Paraná é o estado que mais apreendeu maconha no Brasil no primeiro trimestre de 2024


Segundo a polícia, os tiros foram ouvidos pelo pai e irmão de Jéssica, que saíram à janela da residência. Eles conseguiram ver um homem moreno, alto e magro que fugiu em direção a uma esquina. A polícia trabalha com a possibilidade de um outro homem conduzindo uma moto ter participado da ação.

As delegacias trabalham em conjunto, trocando informações para tentar chegar aos autores do crime. O pai da moça foi encaminhado para o Centro de Operações Policiais Especiais para tentar fazer um retrato falado do suspeito.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade