Pesquisar

Canais

Serviços

- Vivian Honorato/N.Com
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Balanço

Londrina tem menos crimes contra o patrimônio e mais blitz em 2021, aponta PM

Daniel Muniz - Especial para a FOLHA
24 jan 2022 às 12:16
Continua depois da publicidade

O número geral de roubos e furtos em Londrina diminuiu no ano passado se comparado às estatísticas de 2020, de acordo com dados fornecidos pelo 5ª BPM (Batalhão de Polícia Militar) e 4ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar), que dividem o policiamento no município. Apesar das reduções em crimes patrimoniais, houve um aumento nos índices de lesão corporal, violência doméstica e tráfico de drogas em algumas áreas da cidade.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Em 2021, nas áreas de atuação do 5ºBPM e 4ª CIPM, Londrina registrou 8.345 ocorrências de furtos e 1.577 de roubos, o que representa, respectivamente, uma redução de 3% e 28% nesse tipo de crime se comparado a 2020. 

Continua depois da publicidade


Entretanto, houve um aumento específico nos roubos a residências (5%) e comércios (21%) na área da 4ª CIPM, que atende a zona norte, Bela Vista do Paraíso, Sertanópolis, Primeiro de Maio e Alvorada do Sul, todas na RML (Região Metropolitana de Londrina).


“Com a baixa circulação de pessoas nas ruas, houve uma redução nos crimes de furto e roubo a pessoas. A medida que o isolamento social foi diminuindo e a rotina das pessoas foi voltando ao normal, a incidência de crimes também voltou a ocorrer. Porém, como ainda não estamos vivendo em uma rotina de normalidade, os índices ainda estão baixos”, explicou o tenente Emerson Castro, porta-voz da 4ª CIPM. “As ações policiais que estão sendo realizadas buscam a ostensividade e presença policial e, junto com a interação com a comunidade, também foram responsáveis pelas diminuições desses índices criminais”, complementou.


Confrontos

Continua depois da publicidade

Nos confrontos, foram observadas diminuições de 31% (de 51 para 35) nas ocorrências e de 36% (de 58 para 37) nas mortes em Londrina.


“Podemos relacionar essa redução também com a diminuição nos índices de roubos e com maximização das operações e da presença policial em toda cidade, gerando uma redução nesse tipo de delito”, comentou o tenente Felipe Ciniciato, do 5º BPM. “É importante ressaltar que a postura do policial é reativa e proporcional às ações dos suspeitos em situação de abordagem ou flagrante”, acrescentou.


Blitz


A maior variância encontrada nas estatísticas fornecidas pela Polícia Militar foi no número de operações de blitz. O número de motocicletas apreendidas quadruplicou, as notificações triplicaram e dobrou o número de apreensões de carros de um ano para o outro. Ao todo, foram 4.635 notificações, 2.081 motos e 296 carros apreendidas em Londrina em 2021.


Além da diferença na situação da pandemia na cidade, a alta nos números se deve por conta de um fortalecimento dessas operações por parte da polícia e de uma maior fiscalização de motos com escapamento adulterado, ainda conforme Ciniciato.


Outros índices


Também nas ocorrências atendidas pela 4ª CIPM, houve uma redução no índice de homicídios, de 30 para 19, mas um aumento em crimes de lesão corporal, de 226 para 258, e violência doméstica, de 184 para 203. Nos números do tráfico de drogas, foi registrado um aumento de 46% em detenções por esse tipo de crime e 45% na quantidade, em quilos, de apreensões.


“Este aumento nas ocorrências do tráfico é proporcional a medida em que são apreendidas mais drogas e se prende mais pessoas envolvidas com esse tipo de crime. O aumento do tráfico também está relacionado com a tolerância da população aos usuários, que consomem entorpecentes em espaços públicos e, muitas vezes, não são denunciados, induzindo algumas pessoas ao descaso da lei”, disse Castro.


Segundo Castro, o programa do comando da 4ª CIPM é de aproximação com os órgãos públicos e a comunidade, visando uma diminuição nos índices de criminalidade e melhorias na qualidade de vida das pessoas. “A comunicação da sociedade com a polícia é um caminho mais eficaz para o enfrentamento da violência. A participação de todos é necessária com críticas, exposição dos problemas e, principalmente, denúncias”, afirmou. Além dos canais tradicionais como o 190, a 4ª CIPM tem o (43) 98843-7689, número de WhatsApp exclusivo para denúncias em sua área de abrangência com garantia de sigilo e anonimato.


Ciniciato destacou as reduções nos números de 2021 e lembrou da atuação da polícia também em ações sociais com instituições como o HCL (Hospital do Câncer de Londrina) e ONG Viver. “Em 2021, tivemos quase 39 mil ocorrências registradas. Apesar dos impactos da pandemia, o atendimento permaneceu durante todo o ano, graças a gestão do comando que otimizou o número de viaturas na rua a fim de manter um atendimento de qualidade ao cidadão londrinense. O desejo da unidade é melhorar ainda mais o atendimento, os índices alcançados e os trabalhos sociais desenvolvidos agora em 2022”, concluiu.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade