Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Na capital

Morre mulher baleada por PM aposentado

Redação Bonde
21 nov 2007 às 10:33
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Morreu na madrugada desta terça-feira, em Curitiba, a massoterapeuta Lindalva Fernandes dos Santos, 33 anos. Ela estava internada desde a última segunda-feira na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Evangélico, depois de ter sido baleada pelo ex-marido, o sargento aposentado da Polícia Militar Roque Luiz Fracaro, 58 anos. O autor do disparo, localizado pouco depois do crime, continua preso no Centro de Observação e Triagem (COT).

Lindalva foi atingida por um tiro na cabeça depois de uma discussão com o ex-marido. Segundo a polícia, o casal, que tem uma filha de 3 anos, viveu junto por cerca de 11 anos e há quatro meses estava separado. Na tarde de segunda, os dois teriam discutido por telefone. Fracaro, então, foi até a casa da ex-mulher, no Jardim Cosmos, no bairro Pilarzinho, e eles novamente brigaram. Inconformado com a recusa de Lindalva em reatar o relacionamento, segundo a polícia, o sargento aposentado sacou um revólver e atirou contra a cabeça dela.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Alertada por vizinhos que ouviram o disparo, uma viatura da PM foi até o local. Pouco depois, os policiais encontraram Fracaro escondido em um bosque nas proximidades. Portando a arma do crime, o sargento da reserva ainda tentou reagir à prisão, mas acabou se entregando. O homem foi levado para a Delegacia da Mulher, onde foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio. De lá, foi encaminhado ao COT, local onde ficam detidos policiais que cometem crimes.

Leia mais:

Imagem de destaque
Menina de 11 anos

Três pessoas são presas por desviar dinheiro de tratamento de criança com câncer no PR

Imagem de destaque
Região de Maringá

Ex-sogro dispara tiros contra homem e é preso em Sarandi

Imagem de destaque
Outros dois estão foragidos

Suspeito de furtar roupas em loja é detido por segurança no Terminal Central de Londrina

Imagem de destaque
Na madrugada

Três homens são presos por transportar mais de 220 kg de maconha em Londrina

Agora, Fracaro terá que responder pelo assassinato da ex-mulher. O caso deve ser repassado para a Delegacia de Homicídios, que ficará responsável pela conclusão do inquérito sobre a morte da massoterapeuta.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade