Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Rio de Janeiro

Operação ocupa 21 favelas e morros

Redação - Bonde
07 jan 2004 às 13:14
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Policiais civis e Militares recomeçaram nesta quarta a Operação Máxima, com o objetivo de apreender armas e drogas, além de cumprir mandados de prisão. Segundo a Secretaria de Segurança do Estado, 500 policiais participam da ação em 21 favelas e morros do Rio e do Grande Rio.

A Operação Pressão Máxima foi deflagrada no dia 3 de novembro do ano passado e até o dia 31 de dezembro resultou na prisão de 301 pessoas, entre as quais a de alguns líderes do tráfico de drogas na cidade.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


No período, três policiais militares ficaram levemente feridos e foram apreendidas 235 armas (fuzis, espingardas, pistolas e revólveres), 39 granadas, 33 quilos de cocaína e 441 quilos de maconha. Também foram recuperados 90 veículos e 35 rádios transmissores.

Leia mais:

Imagem de destaque
Rodovias

Carro é flagrado pelo radar da PRF a 213 km/h em Tibagi

Imagem de destaque
Um dos mais procurados

Suspeito de cometer diversos crimes no Paraná é preso no Maranhão

Imagem de destaque
Suspeito de praticar furtos

Homem morre após confronto com a PM em Cambé

Imagem de destaque
Ficou 17 anos foragida

Mulher acusada de matar a própria filha pela guarda do neto é presa em Marilândia do Sul


Os seguintes locais são alvo da operação hoje: Morro dos Prazeres (Santa Teresa), Guararapes (Laranjeiras), do Pinto (Gamboa), da Formiga (Tijuca), Jardim Catarina, da Pedreira (Barros Filho), do Sapo (Caxias), da Caixa d´Água (Complexo do Alemão), do Barbante (Ilha do Governador), da Chacrinha (Jacarepaguá), do Dique, Chapéu Mangueira (Leme), Vila dos Pinheiros (Maré), Favela do Jacarezinho, Mangueira, Nova Brasília (Niterói), Rebu (Bangu), Rocinha, Antares e Favela da Carobinha.


Fonte: Agência Brasil (ABr)


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade