13/08/20
31º/15ºLONDRINA
Após morte em cela

Traficante brasileiro Marcelo Piloto é extraditado do Paraguai para o Brasil

Divulgação
Divulgação


O narcotraficante brasileiro e integrante do CV (Comando Vermelho), Marcelo Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, ficará detido no presídio federal de Catanduvas, no Paraná, considerado de segurança máxima. Marcelo Piloto estava preso em Assunção, no Paraguai, e foi expulso do país nesta segunda-feira (19), transferido para Foz do Iguaçu, no Paraná, pelas autoridades paraguaias.


Segundo a imprensa do Paraguai, ele deixou o país em uma aeronave do Grupo Aerotático da Força Aérea Paraguaia às 5h05. A extradição do brasileiro foi cercada de sigilo e segurança envolvendo três barcos de patrulha das Forças Operacionais Especiais de Polícia (FOPE), conforme a imprensa do Paraguai.

O Ministério Extraordinário da Segurança Pública confirmou que o destino de Piloto será Catanduvas, mas não deu detalhes sobre a operação de transferência.

Havia um pedido de extradição feito pelo Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional de Justiça, mas, com a transferência ao Brasil, o pleito perde o objeto. De acordo com o ministério, Marcelo Piloto pode responder aqui no Brasil pelo crime que cometeu no Paraguai. O caso agora passa para a Polícia Federal.

Marcelo Piloto foi mandado de volta ao Brasil após ser acusado de assassinar uma jovem mulher que o teria visitado, no sábado (17), no grupamento especializado da Polícia Nacional paraguaia. O narcotraficante foi entregue às 7 horas à Polícia Federal brasileira, na Ponte da Amizade, que liga a cidade paraguaia de Ciudad del Este, a Foz do Iguaçu, no Paraná.

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, deu a notícia da expulsão do traficante em um post no Twitter. "Decidi expulsar Marcelo Pinheiro, vulgo "Pilot" do Paraguai. O nosso país não é uma terra de impunidade para ninguém", escreveu o líder.

Marcelo Piloto é condenado na Justiça do Rio de Janeiro a uma pena de 26 anos de prisão. No Paraguai, ele estava preso por homicídio e falsificação de documentos. Chegou a ser aberto ainda um processo para sua extradição, atendendo a pedido da justiça brasileira.

Expulsão

O líder do Comando Vermelho, que vestia tênis a um conjunto esportivo, foi entregue aos agentes brasileiros no posto migratório da Ponte da Amizade e seria levado para a sede da Polícia Federal em Foz. Piloto deverá ser transferido para penitenciária federal, mas a PF não deu detalhes da operação.

De acordo com o jornal ABC Color, do Paraguai, o narcotraficante brasileiro foi levado de Assunção a Ciudad del Este em um helicóptero da polícia brasileira.

Durante o transporte até a fronteira, Marcelo Piloto teve o rosto coberto e usou um colete à prova de balas da Polícia Nacional. O documento de entrega do traficante foi assinado pelo delegado Carlos Eduardo Vieira, chefe do Núcleo de Inteligência da Polícia Federal em Foz do Iguaçu.

Conforme a imprensa paraguaia, o brasileiro teria usado uma faca de sobremesa para golpear seguidamente a jovem Lidia Meza Burgos, de 18 anos, que fora visitá-lo neste sábado. A vítima é da cidade de General Resquín, no departamento de San Pedro. O assassinato da mulher foi confirmado pelo chefe do grupamento, Germán Real Medina.

Após ouvir gritos, os agentes foram ao local e encontraram a mulher ensanguentada. A vítima chegou a ser levada para o Hospital de Barrio Obrero, em Assunção, mas não resistiu. O corpo passou por perícia e foi levado ao necrotério oficial.

Traficante confesso, Marcelo Piloto fugiu do Brasil depois de ser condenado a 26 anos de reclusão.

Piloto foi preso na cidade de Encarnación, no Paraguai, em 2017, após a descoberta que estava usando documentos falsos.

*Atualizada às 13h32
Das agências
Continue lendo
Obras entregues
Avenida Europa é revitalizada e recapeada
13 AGO 2020 às 12h05
Fatalidade
Motociclista perde a vida em acidente em Cambé
13 AGO 2020 às 11h25
Filas no atendimento
Depois de notificação do Procon, Copel de Londrina organizará agendamento online para semana que vem
13 AGO 2020 às 11h15
Mandado de segurança
Justiça permite que condomínios reabram áreas comuns
13 AGO 2020 às 09h55
Zona leste
Empresa anuncia paralisação de obras de trecho do Arco Leste
13 AGO 2020 às 09h40
Frente fria
Chuva chega a Londrina nesta quinta-feira
13 AGO 2020 às 09h20
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados