Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Frear o índice salarial

Projeto de Lei que altera repasse da Prefeitura à Caapsml vai ser votado com urgência

Lucas Marcondes - Grupo Folha
17 nov 2023 às 09:30
- Emerson Dias_ncom
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A administração de Marcelo Belinati (PP) obteve por unanimidade dos vereadores durante a sessão desta quinta-feira (16) a autorização necessária para votar em regime de urgência o projeto de lei (PL 212/23) que altera a forma de repasse da Prefeitura para a Caapsml (Caixa de Assistência, Aposentadoria e Pensões dos Servidores Municipais de Londrina). 


Agora o texto já está programado para entrar em deliberação em primeiro turno na pauta de terça-feira (21).

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Como já adiantado pela FOLHA, a matéria é a primeira tentativa da gestão para, por meio de uma lei, frear a escalada recente do índice salarial do município – segundo o próprio secretário de Fazenda da cidade, João Carlos Perez, o montante já estava em 50,78% no fim de outubro.

Leia mais:

Imagem de destaque
Tentativa de golpe

Militares da ativa escreveram carta para pressionar Exército a participar de golpe, diz PF

Imagem de destaque
Reajuste de 3,82%

Salário dos próximos vereadores em Londrina deve chegar a R$ 15,6 mil

Imagem de destaque
Indicado por Lula

Flávio Dino toma posse como ministro do STF nesta quinta-feira

Imagem de destaque
'não é um político tradicional'

Haddad afirma que fala de Lula sobre Gaza foi grito de socorro


Hoje o Executivo está acima do limite de alerta da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), condição que já culminou em decisões como a suspensão da contratação de aprovados em concursos. Se o PL passar no Legislativo, o teto deve cair para menos de 48,6% até o fim de 2024, conforme estimou Perez – tirando, assim, a Prefeitura do nível de alerta.

Publicidade


“Ao invés de ser cota-parte patronal, estamos colocando como aporte e abreviando a dívida da Caapsml para três anos. O volume de recursos que vai sair do tesouro para a Caapsml é praticamente o mesmo, não tem que anular receita de nenhuma outra secretaria”, explicou na ocasião o titular da Fazenda.


A proposta, no entanto, só tem o parecer favorável de uma comissão até agora – a de Justiça, no caso. Ela ainda terá de passar nesta sexta-feira (17) por outros três colegiados – Administração e Serviços Públicos, Finanças e Orçamento e Seguridade Social – antes de estar em condições de ser votada em plenário.


Por outro lado, já há orientações técnicas em favor da medida, como é o caso da manifestação conjunta elaborada pela consultoria legislativa da CML (Câmara Municipal de Londrina) para embasar o voto das comissões de Administração e Serviços Públicos e Seguridade Social.


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Mudança em repasse da Prefeitura à Caapsml será votada em urgência
Vereadores deram aval para tramitação acelerada do texto; com a proposta, gestão Belinati quer reduzir escalada do índice salarial
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade