25/01/21
Para mamães e bebês

Conheça as consequências do ganho excessivo de peso durante a gravidez

Quando a mãe ganha muito peso durante a gravidez, não é só ela que é prejudicada. O bebê também pode ter problemas de saúde. A ginecologista e obstetra Daniela Maeyama, do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, explica que as duas principais complicações observadas na futura mamãe no pré-natal são a hipertensão na gravidez e o diabetes gestacional. Este último, segundo o Ministério da Saúde, acomete cerca de 7% das grávidas brasileiras.

Porém, outras consequências também são comuns. "O excesso de peso pode intensificar as dores lombares pela sobrecarga da coluna, além de piorar o inchaço principalmente nos membros inferiores pela maior dificuldade do retorno venoso", esclarece.


Nos bebês, o resultado do excesso de peso da gestante varia de acordo com as complicações que ela tiver.

O diabetes gestacional da mãe pode ocasionar:

Prematuridade - O nascimento pode acontecer antes de 37 semanas.

Macrossomia - Doença em que o bebê nasce com peso acima de 4 kg. "Diferentemente do que as pessoas imaginam, este bebê "gordinho" não é saudável", alerta Daniela.

Hipoglicemia – Baixa concentração de glicose no sangue. Como o bebê estava acostumado a muita glicose, ele acaba precisando fazer uma reposição deste carboidrato. Este distúrbio leva à internação prolongada do bebê.

No caso da gestante sofrer de hipertensão arterial, as consequências para a criança podem ser:

Restrição de crescimento fetal intrauterino - O bebê nasce com baixo peso (menos de 2,5 Kg).

Prematuridade – Esta situação pode ocorrer indiretamente, pois a mãe pode ter que "adiantar" o parto para o controle da pressão arterial.

Ganho saudável

Em média, ganhar de 8 a 12 quilos durante as 40 semanas de gestação é considerado um aumento saudável de peso. O ganho de peso moderado também facilita a recuperação pós-parto e facilita retomada da forma física que a mulher tinha antes da gravidez.

Para evitar os quilos excessivos, a especialista recomenda controlar a alimentação (procure uma nutricionista, se necessário), aderir a uma dieta fracionada (comer pequenas porções entre 6 a 7 vezes ao dia), praticar exercícios físicos (se não houver restrição médica) e comparecer regularmente às consultas do pré-natal.
Redação Bonde
Continue lendo
Anote já!

7 óleos essenciais para atrair dinheiro e prosperidade

23 JAN 2021 às 00h00
Para não estigmatizar

Apelidos tentam evitar que variante do coronavírus se ligue a país

22 JAN 2021 às 10h45
Turismo consciente

Confira as orientações para entrada em parques estaduais

22 JAN 2021 às 10h30
Combate à Intolerância

Governo cria o Cadastro Nacional das Organizações Religiosas

22 JAN 2021 às 10h01
O que tem de errado?

Fotógrafo internacional comenta tendência de fotos para 2021 e alerta sobre erros de edição

22 JAN 2021 às 09h52
Álcool em gel estraga?

Saiba como higienizar corretamente o seu celular

22 JAN 2021 às 09h07
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados