14/05/21

Dieta equilibrada ajuda evitar a infertilidade

Existem diversas causas para a infertilidade, até mesmo genéticas, mas a alimentação tem grande importância neste contexto

É cada vez maior o número de casais que recorre a tratamentos médicos para realizar o sonho de ter um filho. Porém, poucas pessoas sabem que certos alimentos ajudam a manter as células reprodutoras ativas por mais tempo, aumentando as chances de concepção.

Nós, médicos, podemos apontar diversas causas para a infertilidade, até mesmo genéticas, mas a alimentação também tem grande importância neste contexto. Estudos apontam que 15% dos homens e mulheres inférteis estão acima do peso, por isso é preciso ter mais atenção com aquilo que colocamos à mesa quando nos programamos para ter um filho.


A Sociedade de Medicina Reprodutiva Americana mostrou que 83% dos homens com infertilidade não consumiam frutas e verduras, algo em torno de menos de 5 porções por dia. Já entre os homens que comiam frutas e verduras, o número cai para 40% de inférteis. Por isso, especialistas não descartam a possibilidade do surgimento da infertilidade masculina ser causado por mudanças maléficas nos hábitos alimentares.

Na lista dos alimentos que devem ser cortados da dieta estão o álcool e o café, pois aumentam o nível do hormônio feminino prolactina, o que conseqüentemente reduz a fertilidade. O álcool, por si só, já é um grande inimigo da saúde e dificulta a fecundação por ser tóxico para os aparelhos reprodutores de ambos os sexos, além de desregular o ciclo menstrual. O café consumido em excesso (mais de uma xícara por dia) reduz pela metade a probabilidade de gravidez.

Entre as substâncias que devem ser introduzidas na alimentação estão: ácido fólico, encontrado em alimentos como espinafre e feijão; zinco, presente no germe de trigo e na carne vermelha; vitamina B6, da banana e do frango; vitamina B12, obtida na ingestão de fígado e atum enlatado; e a nossa conhecida vitamina C, encontrada na acerola e em frutas cítricas como laranja e abacaxi.

Seguindo estes pequenos passos podemos aumentar as chances de reprodução de maneira simples e natural, sem necessidade de tratamentos médicos. Além disso, é preciso pensar na saúde do bebê que chegará, por isso é fundamental as gestantes terem hábitos saudáveis, inclusive na alimentação.

*Por Sylvana Braga, médica ortomolecular, nutrologista, reumatologista e fisiatra com clínica no Rio de Janeiro e em São Paulo (www.sylvanabraga.com.br).
Redação Bonde*
Continue lendo
Poderosa

Aprenda a fazer a make usada pela Anitta no videoclipe "Girl From Rio”

14 MAI 2021 às 17h44
Magreza não é igual saúde

Obesidade metabólica: o que você precisa saber para evitar o quadro

14 MAI 2021 às 16h46
642 mortes

Número de óbitos de grávidas em 2021 já ultrapassa todo ano de 2020

14 MAI 2021 às 16h37
Celebrada em 14 de maio

Conheça a história de Santa Corona, protetora contra epidemias

14 MAI 2021 às 15h41
Cuidados com a pele

Acne provocada pelo uso de máscara contra Covid turbina venda de produto de pele

14 MAI 2021 às 15h37
Cuidados com a pele

Acne provocada pelo uso de máscara contra Covid turbina venda de produto de pele

14 MAI 2021 às 15h37
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados