Pesquisar

Canais

Serviços

- Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
História de devoção

Conheça a história de São Francisco de Assis, que inspira o atual papa

Heloísa Corso - Estagiária*
04 out 2021 às 17:44
Continua depois da publicidade

Homenageado pelo atual papa, São Francisco de Assis era filho de uma rica família de Assis, na Itália. Pela sua história de vida, hoje é conhecido pelo fiéis como padroeiro dos animais e dos mais pobres. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Não satisfeito com as ambições do pai rico e comerciante e nem envolto nos estudos, Franciso optou por uma juventude de diversão, até ser, como descrito na bíblia, chamado por Deus para servir o propósito divino, logo após ficar enfermo durante a guerra das cidades de Perugia e Assis. Seu propósito era de “servir ao amor e ao servo” e, com muita oração, se afastou de seu antigo estilo de vida e adotou um comportamento mais humilde. 

Continua depois da publicidade


Renúncia

 

Continua depois da publicidade

Já devoto, São Francisco enfrentava problemas com o pai, visto que ele não aceitava a renúncia do filho aos bens materiais e a vida mais humilde. Em um dia, na igreja de Damião, o santo sentiu que o crucifixo falava com ele, repetindo por três vezes a frase que ficou famosa: “Francisco, repara minha casa, pois olhas que está em ruínas”. Diante do chamado, o religioso vendeu tudo que tinha e entregou as riquezas ao padre da igreja, pedindo também abrigo. 


O pai de São Francisco não aceitou o fato e foi buscá-lo, para que o filho voltasse para casa. Lá, bateu nele e acorrentou-o pelos pés. A mãe dele, então, aproveitou o descuido do marido e libertou o jovem, que retornou à igreja. 


O pai, mais uma vez, tentou resgatar o filho. Mandou que ele voltasse para casa ou que renunciasse à sua herança. Franciso não só abriu mão de todo dinheiro, mas entregou as roupas que estavam em seu corpo, afirmando: "até agora tu tem sido meu pai na terra, mas agora poderei dizer: ‘pai nosso, que estais nos céus”.  


Nessa nova vida, Francisco pedia esmolas nas ruas de Assis para poder reformar a igreja de Damião e, posteriormente, a de São Pedro. 


O chamado 


Senhor, faça-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor,
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia, que eu leve a união.
Onde houver dúvida, que eu leve a fé.
Onde houver erro, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, fazei que eu procure mais consolar que ser consolado,
Compreender que ser compreendido,
Amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe,
É perdoando que se é perdoado,
E é morrendo que se nasce para a vida eterna.


*Com informações de Santuário Caraça e Canção Nova


*Sob supervisão de...

Protetor dos animais


Há muitas histórias de São Francisco com os animais. Uma delas revela que andorinhas seguiam o religioso, formando o sinal da cruz, por exemplo. Outra ocasião contada pelo fiéis é que o santo conseguiu acalmar um lobo selvagem dizendo, através da palavra de Cristo. 


Oração a São Francisco 


Senhor, faça-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor,
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia, que eu leve a união.
Onde houver dúvida, que eu leve a fé.
Onde houver erro, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.
Onde houver trevas, que eu leve a luz.
Ó Mestre, fazei que eu procure mais consolar que ser consolado,
Compreender que ser compreendido,
Amar, que ser amado.
Pois é dando que se recebe,
É perdoando que se é perdoado,
E é morrendo que se nasce para a vida eterna.


*Com informações de Santuário Caraça e Canção Nova


*Sob supervisão de Larissa Ayumi Sato.

Continue lendo