Pesquisar

Canais

Serviços

- Pexels
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Pele na Páscoa

Acne x chocolate: cuidado com a pele ajuda a minimizar o aparecimento de cravos e espinhas

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
13 abr 2022 às 09:22
Continua depois da publicidade

Já se sabe que os grandes causadores da acne são o excesso de oleosidade na pele e as alterações hormonais que podem ocorrer em qualquer idade. Mas fatores externos, como o excesso de consumo de alimentos com alto índice glicêmico e açucares refinados, que podem estar presentes em alguns chocolates, também podem contribuir para a sua piora. Não à toa, a preocupação com o surgimento de acne e espinhas aumenta no período da Páscoa, principalmente para aqueles que já têm tendência no aparecimento das erupções.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Continua depois da publicidade

Pesquisa da Ipsos, encomendada pela farmacêutica especialista em cuidados com a pele TheraSkin, mostra que 86% dos brasileiros têm problemas dermatológicos e quase 50% têm a pele oleosa. Antonio Gomes Neto, médico dermatologista e membro titular da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), ressalta que pessoas com essas características devem, de fato, redobrar os cuidados. 


“O chocolate é um alimento gorduroso, rico em açúcar e leite, e seu consumo em excesso pode contribuir para a inflamação das glândulas sebáceas e aumento da oleosidade da pele. O importante é não se preocupar apenas quando as espinhas já estão ali, mas se antecipar, mantendo uma rotina diária de cuidados com a pele”, explica o médico.

Continua depois da publicidade

O especialista ressalta ainda que não há problema em comer chocolate durante o período da Páscoa, mas deve-se evitar o excesso e, se possível, optar pelas opções mais saudáveis, que contenham mais concentração de cacau, como os amargos, e ampliar os cuidados com a pele. “Uma boa limpeza e hidratação do rosto e corpo com produtos destinados à pele oleosa e a mudança de hábitos alimentares, evitando o excesso de açúcares e alimentos pró inflamatórios, que estimulam o surgimento da acne, são uma alternativa”, conta.

Lavar o rosto com sabonete indicado para região oleosa e com tendência acneica, por exemplo, ajuda no combate da oleosidade, diminuindo as chances de aparecimento de espinhas. Mas as lesões de acne que já apareceram devem ser tratadas com produtos próprios, seguindo a indicação médica. “Jamais esprema as espinhas, pois, além de piorar a inflamação, ainda pode criar cicatrizes indesejadas”, finaliza o dermatologista. 

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade