Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Reajuste

Governo propõe aumento de 13% a 31% a professores até 2026

Redação Bonde com Agência Brasil
16 mai 2024 às 12:50
- Aline Jasper
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Em greve há um mês, os professores de universidades e colégios federais receberam uma proposta de aumento de 13,3% a 31% até 2026. No entanto, os aumentos só começariam em 2025.


Os índices de reajustes deixarão de ser unificados e variarão com base na categoria. Os que ganham mais terão o aumento mínimo de 13,3%. Quem recebe menos ganhará o reajuste máximo de 31%. Segundo o Andes (Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior), essa é a última oferta do MGI (Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos) aos professores de ensino superior.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Com o reajuste linear de 9% concedido ao funcionalismo federal em 2023, o aumento total, informou o MGI, ficará entre 23% e 43% no acumulado de quatro anos. A pasta ressaltou que o governo melhorou a oferta em todos os cenários e que os professores terão aumento acima da inflação estimada em 15% entre 2023 e 2026.

Leia mais:

Imagem de destaque
Provas em 18 de agosto

Locais de prova do CNU serão divulgados em 7 de agosto

Imagem de destaque
Dois meses

Universidades federais divergem sobre cancelamento de calendário acadêmico por greve

Imagem de destaque
Primeiro dia!

UEL recebe nesta segunda mais de 2.800 novos alunos para o ano letivo de 2024

Imagem de destaque
Mídia digital

Quase metade dos brasileiros evita notícias, indica relatório da Reuters


A proposta anterior previa reajuste zero em 2024, 9% em 2025 e 3,5% em 2026. Somado ao reajuste linear de 9% concedido ao funcionalismo federal no ano passado, o aumento total chegaria a 21,5% no acumulado de quatro anos.


Com a proposta em mãos, o Andes fará novas rodadas de assembleias para definir a resposta a ser dada até o próximo dia 27. Originalmente, os professores esperam contraproposta à reinvindicação de reajuste salarial de 22,71%, com pagamento ainda no segundo semestre deste ano.


Os professores querem também que o governo recomponha o orçamento das universidades federais e revogue normas que prejudicam a carreira docente, baixadas no governo anterior. Na terça-feira (21), o MGI se reunirá com os técnicos administrativos das instituições de ensino superior, que estão em greve desde o início de março, para apresentar uma proposta.


Imagem
Projeto que institui diárias na Câmara de Londrina deve ser votado após as eleições
O PR (Projeto de Resolução) n° 4/2023, que institui as diretrizes para uso de diárias em viagens nacionais e internacionais na CML (Câmara Municipal de Londrina), só deve ser votado pelos vereadores após as eleições municipais.


Imagem
UEL divulga edital de isenção e descontos para inscrição do vestibular 2025
A UEL (Universidade Estadual de Londrina) abre nesta nesta quinta-feira (16) o prazo para estudantes interessados na isenção do pagamento da taxa do vestibular 2025 para os candidatos que tenham benefício CadÚnico – NIS (Número de Identificação Social).
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade