03/03/21
PUBLICIDADE
Dia Nacional do Historiador

Historiadores comemoram seu dia com profissão regulamentada

Tomaz Silva/Agência Brasil
Tomaz Silva/Agência <a href='/tags/brasil/' rel='noreferrer' target='_blank'>Brasil</a>


Esta quarta-feira (19) é o Dia Nacional do Historiador, data instituída pela lei nº 12.130, de 17 de dezembro de 2009, e escolhida em homenagem ao historiador, diplomata, jornalista, jurista e político de Pernambuco Joaquim Nabuco. Este ano, pela primeira fez, os historiadores irão comemorar o seu dia com a profissão regulamentada.


A lei nº 14.038, que traz a regulamentação, foi publicada na terça-feira (18) no Diário Oficial da União. O projeto de lei tramitou desde 2009 no Congresso Nacional e foi aprovado em fevereiro. Em abril, a Presidência da República vetou o texto completo e, na semana passada, o veto foi derrubado pelos parlamentares.

O texto legal assegura o exercício da profissão de historiador para quem tem diploma de curso superior, mestrado ou doutorado em História, expedido por instituição brasileira ou estrangeira, com revalidação no Brasil, e reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Capes. Também garante o exercício aos profissionais diplomados em outras áreas, que tenham exercido há mais de 5 anos a profissão de historiador.

As atribuições dos historiadores foram definidas como magistério da disciplina de história para ensino fundamental e médio, com obrigatoriedade da licenciatura; organização de informações para publicações, exposições e eventos sobre temas de História; planejamento, organização, implantação e direção de serviços de pesquisa histórica; assessoramento, organização, implantação e direção de serviços de documentação e informação histórica; assessoramento voltado à avaliação e seleção de documentos para fins de preservação; e elaboração de pareceres, relatórios, planos, projetos, laudos e trabalhos sobre temas históricos.

A lei estabelece também a obrigatoriedade do registro profissional para o exercício e que as entidades que prestam serviços em História tenham historiadores legalmente habilitados.

HISTORIADORES COMEMORAM

Para a coordenadora da ONHB (Olimpíada Nacional em História do Brasil), Cristina Meneguello, formada há 30 anos, a regulamentação é uma vitória para os profissionais da área e qualifica o trabalho realizado pelos historiadores.

"Os historiadores estão muito felizes porque, como não existia profissão regulamentada, se você vai trabalhar em um órgão de proteção do patrimônio, por exemplo, o Iphan [Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional], ou em um órgão estadual ou de patrimônio da cidade, não existe o cargo de historiador. Então, quem é formado em história entrava como técnico. Não existe cargo de historiador em arquivo, público ou de empresa.”

Para o professor da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), Rodrigo Patto Sá Motta, ex-presidente da Anpuh (Associação Nacional de História), a falta de regulamentação implicava em desvantagens profissionais e, agora, a carreira de historiador deve se tornar mais atrativa.

"[A regulamentação] coloca os historiadores no mesmo nível que outras profissões reconhecidas por lei. Portanto, eleva o status e o prestígio social. Mas deve implicar também aumento de oportunidades de trabalho, pois alguns órgãos públicos não faziam concurso para historiadores devido à ausência de regulamentação profissional. Enfim, espera-se ampliação do mercado de trabalho e fortalecimento da profissão.”

Para o professor, a regulamentação só traz benefícios para a profissão de historiador e não prejudica a liberdade de pesquisa e de expressão por profissionais de outras áreas, que foram alguns argumentos apresentados contrários à lei.

"A lei não afeta a liberdade de expressão, e nem poderia, pois é preceito constitucional. E tampouco interfere na liberdade de pesquisa. Ela simplesmente regula o mercado de trabalho, ou seja, define que para a realização de atividades remuneradas na área de história é necessário contratar pessoas com a devida formação universitária.”

A lei regula apenas parte do mercado de trabalho, abrindo exceção inclusive para a docência no ensino superior. Não restringe, portanto, a produção do conhecimento histórico.
Agência Brasil
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Confira!

Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia está com inscrições abertas

02 MAR 2021 às 18h03
Veja quais você acertou!

Inep disponibiliza gabaritos da reaplicação do Enem 2020

02 MAR 2021 às 16h20
Gosta de Tecnologia?

Programa EduTech abre 150 mil vagas para cursos de programação

02 MAR 2021 às 16h00
Entenda

Três pesquisas buscam desvendar mitos e verdades sobre vitamina D e Covid-19 no Brasil e no exterior

02 MAR 2021 às 15h15
Saiba Mais!

Consulta do Novo Ensino Médio encerra com 2,2 mil contribuições

02 MAR 2021 às 14h45
Confira!

Município faz primeira convocação do processo seletivo de Estágio 2021

02 MAR 2021 às 14h35
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados