Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Inscrições on-line

MEC publica regras para vagas remanescentes do Fies no 2º semestre

Agência Brasil
16 set 2020 às 14:21
- Gabriel Jabur/Agência Brasília
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O MEC (Ministério da Educação) publicou nesta quarta-feira (16), no Diário Oficial da União, as regras para a ocupação de vagas remanescentes do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) para o segundo semestre de 2020. O número de financiamentos oferecidos, prazos e procedimentos para inscrição dos candidatos ainda serão anunciados pelo MEC.


No mês passado, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, adiantou que serão 50 mil vagas remanescentes para o Fies. As vagas remanescentes são aquelas que não foram ocupadas no decorrer do processo seletivo regular, por desistência dos candidatos pré-selecionados ou falta de documentação na contratação do financiamento, por exemplo.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Quando estiverem abertas, as inscrições serão realizadas por meio da página do Fies, onde os estudantes também poderão conferir o cronograma do processo seletivo.

Leia mais:

Imagem de destaque
2x São Paulo

Área queimada no pantanal em 2024 já é 54% maior do que em ano de destruição recorde

Imagem de destaque
Saiba mais

Estudo atesta eficácia de tratamento mais barato para AVC pelo SUS

Imagem de destaque
Prata

Estudantes londrinenses são premiados em Olimpíada de Tecnologia

Imagem de destaque
Alerta de fraude

Faculdade confirma que ex-BBB Matteus Amaral burlou sistema de cotas ao se declarar preto


O Fies é o programa do governo federal que tem o objetivo de facilitar o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas. Criado em 1999, o programa é ofertado em duas modalidades, desde 2018, por meio do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) e do P-Fies (Programa de Financiamento Estudantil).

O primeiro é operado pelo governo federal, sem incidência de juros, para estudantes que têm renda familiar de até três salários mínimos por pessoa; o percentual máximo do valor do curso financiado é definido de acordo com a renda familiar e os encargos educacionais cobrados pelas instituições de ensino. Já o P-Fies funciona com recursos dos fundos constitucionais e dos bancos privados participantes, o que implica cobrança de juros.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade