Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Entre as 50 do Brasil

UEL e UEM estão entre as 100 melhores instituições de ensino superior da América Latina

Redação Bonde com AEN-PR
09 fev 2022 às 18:00
- Jaelson Lucas/AEN
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A UEL (Universidade Estadual de Londrina) e a UEM (Universidade Estadual de Maringá) alcançaram o 93° e 76° lugar, respectivamente, no ranking das 100 melhores instituições de ensino superior da América Latina. A informação é do Webometrics Ranking of World Universities 2022, uma classificação global elaborada pelo grupo de pesquisa Cybermetrics Lab, vinculado ao Csic (Conselho Superior de Investigações Científicas), principal instituição de pesquisa da Espanha.


Considerando somente as universidades brasileiras, a UEM ocupa a 37ª posição, enquanto a UEL fica na 43ª. Ao todo, foram avaliadas 3.914 instituições de ensino superior na América Latina, sendo 1.285 no Brasil.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


As demais instituições estaduais de ensino superior também de destacaram no ranking nacional. A UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa), a Unicentro (Universidade Estadual do Centro-Oeste) e a Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná) ficaram, respectivamente, na 53ª, 71ª e 75ª posição. Ainda na classificação brasileira, a UENP (Universidade Estadual do Norte do Paraná) e Unespar (Universidade Estadual do Paraná) conseguiram o 152° e 190° lugar.

Leia mais:

Imagem de destaque
AULAS GRATUITAS

EJA: CCI Leste está com inscrições abertas para idosos acima de 60 anos em Londrina

Imagem de destaque
JARDIM BANDEIRANTES

Londrina: EJA tem matrículas abertas no CCI Oeste para idosos acima de 60 anos

Imagem de destaque
Prova em maio

Vestibular 2024.2 da UTFPR oferta 4.219 vagas em 106 cursos; inscrições começam em 26 de fevereiro

Imagem de destaque
Confira!

Concurso da prefeitura de Londrina divulga cargos e banca organizadora


Para o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Nelson Bona, a classificação das instituições estaduais paranaenses nesse ranking reflete o compromisso da comunidade acadêmica com o desenvolvimento científico e tecnológico.

Publicidade


“Esse reconhecimento é resultado de um trabalho focado no avanço da ciência, que vem sendo desenvolvido ao longo dos últimos anos, para a transformação do conhecimento científico em soluções práticas e concretas, que podem ser novos produtos, serviços ou processos”, afirma.


Ranking


A classificação do Webometrics Ranking of World Universities ocorre desde 2004 e compreende três indicadores: visibilidade, que avalia o impacto do conteúdo na web, com base no número de fontes externas com links que levam ao portal da instituição; transparência, que se refere ao número de citações entre os pesquisadores mais relevantes na plataforma Google Scholar; e excelência, que considera o número de pesquisas entre as 10% mais citadas em cada disciplina do banco de dados Scimago.


Além das estaduais, a UFPR (Universidade Federal do Paraná), a UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), a UFFS (Universidade Federal da Fronteira Sul) e a Unila (Universidade Federal da Integração Latino-Americana) completam a lista de instituições públicas paranaenses classificadas.

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade