Pesquisar

Canais

Serviços

Divulgação
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Neste domingo

Mostra de Cultura LGBTI+ em Londrina tem Dan Murata e Gangrena como atrações

Redação Bonde com N.com
15 out 2021 às 10:10
Continua depois da publicidade

Londrina sedia, a partir das 16h deste domingo (17), a Mostra de Cultura LGBTI+, evento integrante da já tradicional Parada LGBTI+.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Repleto de atrações culturais, o evento será transmitido ao vivo e gratuitamente pelo canal do Coletivo Movimento Construção no YouTube. A classificação etária é de 12 anos.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Esta edição do evento irá ocorrer em formato remoto por conta da pandemia de Covid-19, sendo que a organização promete seguir todos os protocolos de prevenção e combate ao vírus. 


A proposta da Mostra é celebrar a cultura LGBTI+ e reafirmar a luta por uma sociedade mais justa e com equidade de direitos, conforme conta Poliana Santos, integrante do Coletivo Movimento Construção, realizador do projeto. “Buscamos vincular a alegria da Parada com momentos que possam trazer algum debate e reflexão sobre as demandas da nossa comunidade, direcionando o foco para a representatividade dos artistas LGBTI+ que participam da Mostra”, explicou.


Santos apresenta a transmissão de domingo ao lado de Mariana Valle, também do Coletivo. Juntam-se a elas a mestra de cerimônias Juuara Barbosa e o psicólogo Fernando Veiga. 

Continua depois da publicidade


A produtora cultural Juuara Barbosa ressalta a importância da realização do evento mesmo com todas as limitações impostas pelo contexto pandêmico. “É muito importante a Parada acontecer, ser um festival e mostrar toda a potência que a gente tem nessa adversidade”, frisou.


A programação da Mostra tem três horas de conteúdos diversos, com artistas e apresentações ao vivo direto do estúdio. As atrações foram selecionadas por meio de uma curadoria composta por profissionais do segmento artístico e cultural de Londrina. Linguagens distintas compõem a Mostra: artes visuais, música, teatro/performance, dança e literatura.


Dentre os artistas selecionados, estão os cantores Dan Murata, Sereia do Amazonas e Julie Rios. A programação conta ainda com os trabalhos da artista visual Daniele Stegmann, um bate-papo com a escritora Camila Mossi, a dança de Renan Almeida, e a performance da Amma Companhia de Teatro, além das drag queens Gangrena e Larissa Point. Você pode conferir a lista completa dos artistas selecionados ao final do texto.


A ansiedade para o dia de 17 é grande entre os participantes. Morgana Moon, uma das curadoras e drag convidada para apresentar as selecionadas desse ano, conta que a expectativa é alta. “Por ser um formato diferente, cada detalhe é único. Com toda certeza vai ser incrível, os artistas são ótimos e estão preparadíssimos”, disse.


Para a cantora Marina Madi, essa é uma oportunidade de mostrar a potência das diversidades. “Olhando para a história da nossa sociedade, onde a intolerância prevalece em muitos lugares, poder dar voz à população LGBTQI+ é uma honra e um ato de extrema importância. Nós existimos, resistimos, queremos ser vistos e ouvidos”, enfatizou.


Parada LGBTI+ de Londrina


A Parada LGBTI+ é um projeto realizado anualmente na cidade de Londrina. Sua edição inaugural foi organizada em 2017 pelo Coletivo Movimento Construção e reuniu um público estimado de cinco mil participantes no cortejo. Desde o início, o evento se firmou como uma manifestação pacífica e não partidária de pessoas LGBTI+ para celebração, defesa de seus direitos e conquistas históricas.


Em sua última edição, realizada em 2019, a Parada reuniu público de mais 10 mil pessoas no anfiteatro Luigi Borghesi (Zerão). Foram quase nove horas ininterruptas de evento, com 20 atrações distribuídas entre o percurso pelas ruas de Londrina e o palco montado no Zerão. Sob o tema “Cidadania: por equidade de direitos e respeito às diversidades”, os participantes celebraram a cultura e arte LGBTI+.


A Mostra de Cultura LGBTI+ é um evento contemplado pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic) por meio de edital aprovado em 2019 e com aplicação para 2020 e 2021. A organização é do Coletivo Movimento Construção com a produtora cultural e direção geral é da PÁ! Artística.


Artistas selecionades:


Cantores: Dan Murata, Sereia Do Amazonas, Julie Rios, Luker, Liphe Camargo, Marina Madi, Venezian;

Drag queens: Gangrena, Larissa Point, Sasha Fierce, Helga Häagen-Dazs;

Dançarines: Fernanda Fugi, Renan Almeida;

Atores: André Demarchi e Adalberto Pereira da AMMA Companhia de Teatro;

Artistas visuais: Daniele Stegmann, Higor Mejīa, Lua Mansano, Gabriel Darcin;

DJs: Nate Monaco, Jô Moreno, Luciana Telles;

Escritora: Camila Mossi.

Continue lendo