Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade

Sambaland Club em Curitiba

Redação - Bonde
24 jul 2003 às 17:28
Continua depois da publicidade

Reunindo elementos do samba-jazz, soul music, pilantragem, rock brasileiro oitentista à Lulu Santos, funk e programações eletrônicas, o músico e compositor Simoninha faz única apresentação do show Sambaland Club neste sábado, dia 26, no Cine.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Na ocasião, o artista – que vem acompanhado de sua banda – vai apresentar composições dos dois discos de carreira (Volume Dois e Sambaland Club) e, ainda, composições inéditas que fazem parte do disco ao vivo que o artista vai lançar em breve no mercado europeu.


Simoninha decidiu ligar seu primeiro disco ao segundo com uma nova introdução instrumental, ainda mais suingada, ainda mais repleta de referências (Quincy Jones, Som Três, Prince, Simonal, Camorra, Seu Jorge etc) e, de forma intrigante e sincera, vem a mesma voz, desta vez valorizada pela expectativa do ouvinte.


Simoninha também promete mostrar ao público curitibano seu talento como arranjador, produtor, escavador de timbres, compositor e reinventor de pepitas perdidas da música brasileira.


No repertório além das músicas próprias - como "Seja bem vindo", "Aquele Gol" e "Mais Um Vira Lata" -, não vão faltar composições de suas principais influencias musicais: leia-se Jorge Benjor (com quem já tocou na Banda do Zé Pretinho) e a suingada "Bebete Vãobora" e, é claro do pai, Wilson Simonal, lembrado na engajada "Tributo a Martin Luther King", composta em 1967, em homenagem ao pastor americano que seria assassinado no ano seguinte.

Continua depois da publicidade


No palco Simoninha será acompanhado por uma banda de peso formada pelos músicos Tadeu Dias (guitarra), Robinho Tavares (baixo), Daniel de Paula (bateria), e Pedro Cunha (teclados).


Simoninha


Wilson Simoninha é filho de Wilson Simonal, uma das grandes vozes dos anos 60 e dono de um balanço e divisões rítmicas de primeira. Do pai, além do timbre vocal e da semelhança física, herdou o nome, que modificou um pouco para diferenciar-se. Simoninha lançou o CD "Volume 2", bem recebido pela crítica, praticamente na mesma época em que seu irmão, Max de Castro, saiu no mercado com "Samba Raro".


Em seu trabalho, evocou uma MPB dos anos 60, passando pelo soul, samba e bossa nova. Homenageou o pré-bossanovista Johnny Alf com "Eu e a Brisa" e Jorge Ben Jor na vinheta "Mas Que Nada" e na suingada "Bebete Vãobora", com releitura eletrônica. Ben Jor, aliás, é autor de um dos maiores sucessos na voz de Wilson Simonal, "País Tropical". Simoninha assinou "Orgulho", dividiu parceria com Bernardo Vilhena em "Aquele Gol" e cantou "Agosto", do irmão Max de Castro.



Simoninha ainda atua nos bastidores da música, como diretor de uma das subdivisões da Trama, cuidando de nomes como Baden Powell, Demônios da Garoa e a Banda de Pífanos de Caruaru, entre outros.


Serviço:

Sambaland Club- show com Simoninha
Ingressos R$12 (antecipados) e R$15 (na hora)
Sábado, dia 26, às 23 horas
Cine - Espaço Cultural (Av. João Gualberto, 81 – Em frente ao portão principal do Passeio Público)
Telefone: 41- 3024-8081
Possui Valet Park R$4 (o período)


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade