Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade

'Um Gole de Chá', do Grupo Labirinto, é mais do que uma troca de Insultos

Nelson Sato - Folha de Londrina
22 nov 2007 às 17:28
Espetáculo que discute a relação conjugal de um casal em crise fica em cartaz até sábado - Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O tema já foi explorado à exaustão pela dramaturgia. Cunhou-se até uma frase - ''vamos discutir a relação'' - para ironizar e reforçar o clichê. Por isso, há um desafio colocado para o grupo Labirinto, que faz sua estréia em Londrina com uma montagem abordando justamente uma crise conjugal.

A peça ''Um Gole de Chá'' entra em cartaz hoje e prossegue até sábado na sala de espetáculos do Sesc, dentro da Jornada de Artes Cênicas promovida pela instituição. As sessões ocorrem sempre às 20h30. ''O tema não só foi, como é bastante explorado pela dramaturgia exatamente por ter um tema universal e intrínseco ao ser humano'', argumenta a autora, diretora e atriz Rosana Kali.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Segundo ela, o espetáculo tenta escapar de uma narrativa linear convencional misturando tempo real com atmosfera onírica. ''Procuramos trabalhar com o imaginário. Em alguns momentos, a platéia será surpreendida com fragmentações na construção cênica. E também não queria apenas montar um texto, mas explorar linguagens de experimentação pesquisando o jogo espacial dos corpos das duas atrizes'', completa.

Leia mais:

Imagem de destaque
Apoio

Chico Buarque assina manifesto em defesa do padre Júlio, alvo de CPI

Imagem de destaque
Homem atemporal em 2023

Men of the Year: Dr. JONES elege Péricles como homem atemporal em categoria inédita

Imagem de destaque
The Tour em São Paulo

Jonas Brothers anunciam único show em São Paulo em abril de 2024

Imagem de destaque
The Eras Tour

Guinness confirma que Taylor Swift fez a turnê mais lucrativa da história


O enredo traz um casal vivendo uma relação desgastada: Camilo (interpretado pela própria autora-diretora) imerso em seus sonhos e insatisfeito com a distância e as atitudes da esposa; Isabelle (protagonizada por Raquel Figueiredo) presa aos acontecimentos anteriores ao casamento. Um dia, eles se encontram tomando chá em sua sala e se surpreendem com a situação, como se ela não fizesse parte de suas rotinas.

Publicidade


Percebem aí que talvez nem se conheçam. As cenas evidenciam que os dois estão cansados, acomodados num relacionamento vazio de compreensão e confusos sobre seus sentimentos. No entanto são dependentes um do outro e por isso preferem evitar falar de problemas e fingir que eles não existem. Nesta noite, porém, todos os questionamentos vêm à tona.


O casal quebra o silêncio para dialogar sobre a relação, sobre suas vidas e sobre o mundo em que vivem. Ele a julga uma mulher indiscreta, ela o acusa de ser um covarde e arrastar sua vida como um objeto sem valor. De acordo com Rosana, mais do que uma troca de insultos, ''o texto apresenta questões filosóficas sobre a existência utilizando-se de humor, ironia e poesia''.


Sobre o fato de encarnar o papel do homem na peça, ela salienta que foi uma escolha normal. ''Todos nós temos um lado masculino e um feminino. É só uma questão de interpretação, bastando a uma atriz dar ênfase para seu lado masculino''. O personagem, na verdade, seria da atriz Vivi Nogueira, que não pôde participar das apresentações por estar atarefada com compromissos acadêmicos. Vivi é estudante de Ciências Sociais. Rosana e Raquel são alunas do curso de artes cênicas da UEL.

Serviço:
Espetáculo teatral ''Um gole de chá'', com o grupo Labirinto

Datas: de 22 a 24 de novembro (quinta-feira a sábado)
Horário: 20h30
Local: Sala de Espetáculos do Sesc
Endereço: R. Fernando de Noronha, 264 (Londrina - PR)
Ingressos: R$ 3 (comerciário) e R$ 6 (não-comerciário)
Telefone para informações: (43) 3378-7829


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade