Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lançamento neste sábado

Projeto Ópera Viva: Londrina terá concertos quinzenais em espaços abertos e fechados

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
21 jul 2023 às 19:01
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Projeto Ópera Viva terá lançamento oficial neste sábado (22) no Espaço Villa Rica


A ópera é considerada um dos níveis mais elevados de expressão musical, sendo uma forma de arte que combina música, teatro e elementos visuais. Promover o acesso à ópera enriquece a sociedade, tornando-a mais inclusiva e culturalmente diversa. Foi com esse objetivo que nasceu o projeto Ópera Viva, idealizado pelas cantoras Edineia Oliveira e Gisela Strass.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Com extensa vivência no canto lírico e atuação internacional, as mezzosopranos Edineia e Gisela comandam neste sábado (22), o lançamento do que promete ser algo disruptivo em Londrina e região: o primeiro concerto do Ópera Viva, um espetáculo que inicia às 20 horas, no Espaço Villa Rica, e que trará um repertório convidativo com peças musicais mais conhecidas como “Vissi d’arte", da ópera Tosca, de Puccini, “Mon coeur s’ouvre ta voix", da ópera Samson et Dalila, de Saint-Saëns, e o coro "Va, pensiero", da ópera Nabucco, de Verdi.

Leia mais:

Imagem de destaque
Evento gratuito

Anfiteatro do Zerão em Londrina recebe festa Frootaria nesta sexta-feira

Imagem de destaque
No Ouro Verde

Quarteto de Sergio Reze faz viagem pela música brasileira no Festival de Música de Londrina

Imagem de destaque
Cultura pop asiática

Anime Friends chega a 20º edição em SP com presença de Vincent Martella, o Greg

Imagem de destaque
Turnê mundial

The Smashing Pumpkins anuncia shows no Brasil em novembro; veja como comprar ingressos


Toda a apresentação, com cerca de 90 minutos de duração, será acompanhada no piano por Clarice Ortigara, uma das mais expressivas pianistas brasileiras. Além de Edineia e Gisela, participam do espetáculo de estreia a soprano Elaine Morais e o coro Ópera Viva. O repertório será apresentado de forma leve, com explicações sobre as obras para uma maior aproximação do público. Os ingressos custam R$ 70 inteira e R$ 35 a meia entrada e estão à venda pelo link http://villarica.com.br/opera.

Publicidade


PROJETO ÓPERA VIVA


O projeto Ópera Viva terá programações mensais, com espetáculos em ambientes fechado e aberto. “A música clássica transforma a alma, mente e corpo e é importante que ela chegue a mais lugares, para que mais pessoas tenham acesso. A ópera, como a mais completa arte, tem o poder em si mesma de transformar e atingir profundamente a alma e o corpo. Ela é o retrato da vida humana”, contextualizam Edineia e Gisela. 

Publicidade


A programação do projeto será lançada oficialmente após a apresentação inaugural no dia 22 de julho e prevê espetáculos quinzenais em ambiente fechado e interpretações em espaços públicos para que a experiência da ópera alcance todos os cantos da cidade. “Este projeto é uma iniciativa cultural nossa, que expressa o nosso desejo de compartilhar o que mais amamos fazer que é cantar. Infelizmente o acesso a ópera muitas vezes é limitado por várias barreiras. Queremos ampliar esse horizonte ao compartilhar a nossa voz com todos os públicos”, afirmaram. 


EDINEIA OLIVEIRA

Publicidade


Edineia Oliveira é Bacharel em Canto. Iniciou seus estudos com Vania Soares, Amim Feres, Neyde Thomas, Carmo Barbosa e Fernando Carvalhaes. Nos Estados Unidos aprimorou-se com Katherine Green, Mark Oswald e atualmente com Claudia Friedlander. Recebeu o importante prêmio Carlos Gomes de “Melhor Cantora do Ano”, além de vencedora de vários concursos de canto nacionais. Tem em seu repertório personagens como Ébole em Don Carlo, Carmen em Carmen, Amneris em Aida, Azucena em Il Trovatore, Serena em Porgy and Bess, Réquiem di Verdi, Maddalena em Rigoleto, Adalgisa em Norma e diversos outros. Executou extenso repertório sob a batuta de maestros como Lorin Mazel, Eiji Owe, Ligia Amadio, Alessandro Sangiorgi, Gennady Rozhdestvensky, Isaack Karabtchevsky, Fabio Mechetti, Allester Willians e outros grandes regentes internacionais. Seu repertório sinfônico inclui dezenas de obras como Synphonie no. 2 e Symphonie no. 8”, Matthäuspassion e Johannespassion, Messias, Petit Messe Solenele, Missa Criolla, Lobgesang, Requiem, Sea Pictures. Participou de óperas montadas em diversas versões como Dido e Eneas, Violanta, Pedro Malazarte, Bug Jargal, Il Tríptico, Suor Angelica - Zia Principezza, Il Tabarro - La Frugola e Gianni Schichi – Zita, The Rape of Lucretia, Santuzza e Lolla em Cavaleria Rusticana e Dalila em Samson et Dalila. 


GISELA STRASS


Formada em Gastronomia, foi convidada em 2009 para estudar e aperfeiçoar sua voz em uma academia de ópera em Henfenfeld, na Alemanha. De lá retornou para Londrina e passou a promover jantares com concertos. Cantou em vários concertos pelo Brasil e Alemanha, onde morou de 2017 a 2019 e desde então, sua paixão pela música e pela cultura a move para trabalhar em prol da música clássica e da ópera no Brasil, promovendo concertos e cursos de canto. Desde 2017 Gisela vem trabalhando com a ópera em Londrina, junto com Edineia Oliveira, promovendo cursos para cantores e concertos, para revitalizar e dar força à essa arte no Brasil. Foi assim que surgiu o “Ópera Viva”, um projeto ousado, que visa aproximar o público dessa arte, transformando vidas


Imagem
'Onda rosa' da Barbie contamina de shoppings até a Prefeitura de Londrina
Com estreia nacional nesta quinta-feira (20), o filme “Barbie”, de Greta Gerwig, provoca uma “onda rosa” que está
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade