Pesquisar

Canais

Serviços

Pedro Souza/Atlético
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Líder isolado da série A

Atlético-MG derrota Corinthians e chega à 13ª vitória seguida em casa

11 nov 2021 às 08:09
Continua depois da publicidade

Com o Mineirão como arma, o Atlético-MG está cada vez mais perto do título brasileiro. A equipe venceu em casa pela 13ª vez consecutiva no campeonato. A vítima foi o Corinthians nesta quarta-feira (10), à noite.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Com gols de Diego Costa, Keno e Hulk, os mineiros fizeram 3 a 0.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


A sequência de resultados positivos em seu estádio é recorde na era dos pontos corridos, iniciada em 2003. Em 48 pontos possíveis no Mineirão no atual Brasileiro, o Atlético conquistou 43. A única derrota aconteceu na primeira rodada, diante do Fortaleza.


O placar fez o Atlético-MG chegar aos 68 pontos em 31 jogos. São 13 de vantagem sobre o Palmeiras, segundo colocado. Mas a equipe paulista também jogaria nesta quarta, contra o Atlético-GO, no Allianz Parque. Faltam sete rodadas para o final da competição.


Comandado por Cuca, o time está próximo de conquistar o título depois de 50 anos. Em 1971, o Atlético-MG venceu o que era então o primeiro Campeonato Brasileiro da história. Mas nesta década, a CBF reconheceu os troféus da Taça Brasil e do Torneio Gomes Pedrosa, disputados nas décadas de 1960 e 1950, também como nacionais.

Continua depois da publicidade


O Atlético-MG dominou o Corinthians mesmo sem a presença do argentino Nacho Fernández, um de seus principais jogadores. Ele sentiu dores musculares no treino desta terça-feira (9).


Era o confronto das duas principais defesas do campeonato. Os mineiros entraram em campo com 22 gols sofridos. Os paulistas, com 26.


O esquema tático planejado por Sylvinho foi por terra após 13 minutos, quando Diego Costa acerou um chute de fora da área. E nisso, os mineiros tiveram também a dose de sorte necessária a todo time campeão. Cássio pareceu ter escorregado ao partir para o salto e falhou ao tentar alcançar a bola.


O treinador corintiano tentou mudar a equipe com as entradas de Jô e Vitinho, mas sem sucesso. Quando isso aconteceu, Keno já havia marcado um golaço ao acertar o ângulo esquerdo na etapa final. Nos acréscimos, Hulk anotou o terceiro.


Na próxima terça-feira (16), o Atlético-MG enfrenta o Athletico, em Curitiba. Antes disso, no sábado (13), o Corinthians joga em casa, na Neo Química Arena, contra o Cuiabá.


Ficha técnica


ATLÉTICO-MG


Everson; Mariano (Guga), Réver, Nathan Silva e Guilherme Arana; Allan (Hyoran), Tchê Tchê e Zaracho (Nathan); Keno (Borrero), Diego Costa (Jair) e Hulk. T.: Cuca


CORINTHIANS


Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Fábio Santos; Gabriel; Gustavo Mosquito (Vitinho), Du Queiroz (Gabriel Pereira), Giuliano e Roger Guedes (Jô); Renato Augusto. T.: Sylvinho


Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Éder Alexandre (SC) e Helton Nunes (SC)
VAR: Rafael Traci (SC)
Cartões amarelos: Keno e Guilherme Arana (CAM); Giuliano e Fábio Santos (COR)
Gols: Diego Costa (CAM), aos 13'/1ºT; Keno (CAM), aos 5', e Hulk (CAM), aos 49'/2ºT

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo