Pesquisar

Canais

Serviços

Choque-Rei

Denilson admite temor com bola parada do Palmeiras

Agência Estado
04 out 2012 às 19:19
Publicidade
Publicidade

Um dos principais responsáveis pela marcação são-paulina, o volante Denilson admitiu a preocupação com a bola parada do Palmeiras, contra quem o São Paulo fará o clássico no sábado, no Morumbi. Segundo ele, o time tem treinado muito nos últimos dias para tentar evitar a principal arma palmeirense.

"É o ponto-chave deles, o Marcos Assunção é um grande cobrador. Treinamos ontem, hoje e amanhã para que possamos sair bem desse jogo e sem maiores perigos", disse Denilson, ressaltando que o técnico Ney Franco tem feitos treinos específicos para tentar neutralizar as jogadas de bola parada do Palmeiras.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Além de reconhecer a força da bola parada palmeirense, Denilson alertou para a boa fase do adversário, que embalou três vitórias seguidas desde a chegada do técnico Gilson Kleina. "Eles trocaram o treinador e deram uma engrenadinha", avaliou o volante do São Paulo. "Será um grande jogo."

Leia mais:

Imagem de destaque
Satisfeito

António Oliveira vibra por defesa do Corinthians e faz desafio ao elenco

Imagem de destaque
Entenda

Mundial, seleção e mais: por que Felipe Anderson foi da Europa ao Palmeiras

Imagem de destaque
Mercado da bola

Santos banca João Paulo e rejeita Rafael Cabral após tentativa em janeiro

Imagem de destaque
Tubarão

Volante Samuel Andrade chega para integrar o Londrina EC


Denilson também disse estar preparado para encarar um possível duelo com o meia chileno Valdivia, a quem deve marcar durante o clássico. "Se tiver que marcá-lo, é um grande jogador, chato no bom sentido, que gosta de incomodar com sua qualidade. O Palmeiras, em si, é muito bom", afirmou.

Mas, apesar de reconhecer as qualidades do Palmeiras, o volante mostra confiança na vitória do São Paulo, principalmente por contar com o retorno de Luis Fabiano, recuperado de contusão. "É um atacante de referência e, independente das lesões, tem um número alto de gols. Com ele em campo, temos muito a ganhar", explicou Denilson.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade