Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Brasileirão

Felipão poupa titulares, mas relaciona Valdivia e Barcos

Agência Estado
30 jun 2012 às 15:39
Publicidade
Publicidade

O técnico Luiz Felipe Scolari cumpriu a promessa de poupar jogadores e deixou quatro titulares de fora da lista de relacionados do Palmeiras para a partida diante do Figueirense, neste domingo, em Barueri, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. Pensando na decisão da Copa do Brasil, o treinador dará descanso ao goleiro Bruno, o lateral-direito Artur, o zagueiro Henrique e o lateral-esquerdo Juninho.

O volante Marcos Assunção, que vinha desfalcando a equipe por conta de uma lesão, também ficou de fora. Mas a maior surpresa foi a ausência de Henrique. O zagueiro foi expulso diante do Grêmio, na semifinal da Copa do Brasil, e a diretoria tentava efeito suspensivo para ele poder atuar diante do Coritiba, na quinta-feira, pela primeira partida da decisão. Mesmo reconhecendo a dificuldade de conseguir a liberação do jogador, Felipão achou melhor poupá-lo.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


Apesar do descanso a alguns atletas, o treinador relacionou dois dos principais nomes do Palmeiras para o jogo de domingo: o meia Valdivia e o atacante Barcos. Ambos, no entanto, não devem começar como titulares e, assim, Felipe e Daniel Carvalho brigam por vaga no meio, enquanto Betinho deve ser titular no ataque.

Leia mais:

Imagem de destaque
São Paulo

Zubeldía perde laterais e deve acionar 'extremos' em Brasília

Imagem de destaque
Aposentado

Ex-Flamengo, Diego brinca sobre vida de 'pai de jogador'

Imagem de destaque
Campeonato Brasileiro

Londrina EC vai em busca da reabilitação no estádio do Café

Imagem de destaque
Em entrevista

Casares diz que dupla do São Paulo estava na mira da seleção de Dorival

Outra surpresa da lista ficou por conta do jovem volante João Denoni, de 18 anos, que foi convocado pela primeira vez para uma partida do profissional. Campeão paulista sub-17 no ano passado, a promessa palmeirense comemorou a oportunidade. "A gente trabalha todos os dias para chegar este momento, mas, mesmo estando preparado, é claro que a emoção de ser convocado é muito grande. Fico muito feliz pela oportunidade, mesmo se não entrar em campo. O importante é fazer parte do grupo e crescer aos poucos", declarou.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade