Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Dezembro de 2013

Sorteio dos grupos da Copa será na Bahia, diz Valcke

Agência Estado
28 jun 2012 às 15:55
- Valter Campanato/ABr
Publicidade
Publicidade

O secretário-geral da Fifa, Jerôme Valcke, anunciou que o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014 será realizado no Estado da Bahia. Ainda será definido o local específico para o evento, que acontecerá em dezembro de 2013. Valcke participa de uma missão ao Brasil que visitou as cidades de Natal, Recife e Brasília.

"O sorteio final vai ter lugar na Bahia. Vão ter mais informações sobre o sorteio final, mas será na Bahia", disse o secretário-geral. Ele afirmou que a Fifa e o governo brasileiro vão negociar com as cidades-sede lacunas que ficaram com a aprovação da Lei Geral da Copa.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leis estaduais e municipais que proíbem a venda de bebidas alcoólicas nos estádios e que garantem ingressos com descontos e gratuidades para estudantes e outros grupos terão de ser alteradas para atender a exigências da entidade. Valcke afirmou que algumas coisas na Lei Geral "não atenderam às expectativas", mas que o problema "não é o fim do mundo".

Leia mais:

Imagem de destaque
Entenda

Por que o Flamengo pensa em ter um clube na Europa e tem Portugal como alvo

Imagem de destaque
Confusão

Caos na Copa América gera pressão da Fifa em Miami sobre Mundial de Clubes

Imagem de destaque
Veja os gols:

Corinthians sai da lona e vê herói da noite ir de Rocky Balboa a falastrão

Imagem de destaque
Confira imagens:

Neymar se reapresenta sozinho no Al-Hilal enquanto time está na Europa


Valcke encerra nesta quinta-feira uma visita de três dias ao Brasil. Nesta passagem, o secretário-geral fez vistorias às obras dos estádios de Recife, Natal e Brasília, onde se encontrou com o ministro do Esporte, Aldo Rebelo.


O foco da viagem recaiu sobre a capital brasileira e a cidade pernambucana, que receberão jogos da Copa das Confederações, em 2013. No caso de Recife, a cidade ainda depende de aprovação até novembro deste ano.

Em suas declarações, Valcke foi diplomático e evitou críticas às cidades-sedes, na tentativa de evitar novas polêmicas com o governo brasileiro. Em março, o representante da Fifa entrou em atrito com Rebelo ao declarar que o Brasil precisava levar um "chute no traseiro" para acelerar as obras da Copa do Mundo.


Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade