Pesquisar

Canais

Serviços

- Ricardo Chicarelli/LEC
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Racismo contra Celsinho

Um ano após polêmicas, LEC volta a encarar o Brusque no Estádio do Café

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha
13 mai 2022 às 09:54
Continua depois da publicidade

O Londrina encara como uma decisão a partida de sábado (14) contra o Brusque, no estádio do Café. Sem vencer há cinco partidas, o Tubarão precisa se recuperar para tentar sair da zona do rebaixamento. Em 2021, os dois confrontos contra o time catarinense foram marcadas por diversas polêmicas. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

 

Continua depois da publicidade

Na segunda rodada do Brasileiro, o Brusque ganhou no Café por 1 a 0, com um gol totalmente impedido do centroavante Edu. O VAR (árbitro de vídeo) só foi inserido pela CBF no segundo turno da Série B do ano passado. O lance gerou muito reclamação do alviceleste e da torcida. 


No returno - o jogo terminou 0 a 0 -, a partida ficou marcada pelo ato racista cometido por um dirigente do Brusque contra o meia Celsinho. O jogador estava no banco e relatou ao quarto árbitro a seguinte ofensa: "vai cortar esse cabelo, seu cachopa de abelha". A ofensa foi praticada pelo presidente do Conselho Deliberativo do Brusque, que estava nas cadeiras sociais do estádio Augusto Bauer. 


LEIA TAMBÉM:

Continua depois da publicidade


Após denúncia de falas racistas, Brusque alega "falsa imputação de crime" de Celsinho


Brusque tem patrocínio suspenso após acusação de racismo contra Celsinho


Brusque é punido com perda de três pontos por ofensas racistas de Celsinho


O Londrina denunciou o clube catarinense no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), que puniu a equipe com a perda de três pontos. No entanto, o Brusque recorreu e foi absolvido em um segundo julgamento pelo Pleno do STJD. A decisão gerou muita insatisfação no LEC e teve repercussão nacional. 


Para não deixar o episódio cair no esquecimento, um grupo de torcedores do Londrina, intitulado Bancada Alviceleste, vai inaugurar no sábado uma faixa com a foto de Celsinho, ajoelhado e com o punho cerrado, e com os dizeres: "Ame o Londrina. Odeie o racismo". 


"Nosso posicionamento sempre foi e sempre será antifascista e antirracista. Homenageando Celsinho lembramos de todas e todos aqueles que ainda sofrem preconceito pela cor de pele em pleno século XXI", escreveu o grupo nas redes sociais. 


Apesar da atuação ruim e da goleada para o Bahia na última rodada, Adilson Batista afirmou que há pontos positivos a se considerar e que o caminho não é modificar completamente a equipe. 

CONTINUE LENDO: Treinador do Tubarão prega equilíbrio para o time voltar a vencer. 

Veja mais vídeos sobre esportes

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade