Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Aliança

Ensine seus líderes a trabalhar em parceria com as equipes

Equipe Caput
06 jul 2016 às 09:09
Continua depois da publicidade

Os líderes da sua empresa atuam em parceria com as equipes ou apenas delegam tarefas e aguardam sentados pelos resultados? A parceria envolve confiança entre líder e liderado para que, juntos, alcancem um objetivo em comum. E as companhias têm o papel de mediadoras desta relação.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Leia mais sobre o assunto Liderança no blog da Caput.

Continua depois da publicidade


Ao construírem uma "aliança" com o grupo que lideram, os gestores tendem a aumentar a quantidade e, principalmente, a qualidade de diálogo com os colaboradores, o que resulta num melhor desempenho deles. Quando a comunicação flui bem, a equipe constrói uma relação de respeito com o gestor e o compromisso mútuo é estabelecido.


Mas como incentivar que os líderes desenvolvam essa relação de parceria? Elencamos algumas tarefas que a sua empresa pode ensiná-los a realizar para ganhar a confiança e alcançar o máximo de desempenho dos times. Confira:


Acordo de metas e objetivos

Continua depois da publicidade


As companhias precisam cobrar dos seus líderes que estes estabeleçam com suas equipes um acordo de metas e objetivos que precisam ser atingidos dentro de um prazo específico. Isso pode ser desenhado durante uma reunião de alinhamento, por exemplo.


Muitas vezes o líder acha que comunicou claramente o que espera do seu time e, por isso, o trabalho não precisa de acompanhamento. Mas se ele não acordou muito bem as tarefas com seus liderados, possivelmente não colherá os resultados que espera.


Orientação e acompanhamento


Definidas as metas e objetivos, o papel do líder é de acompanhar os colaboradores no desenvolvimento das atividades, para que estes tenham um bom desempenho. Por vezes, será necessário intervir e orientar os liderados sobre possíveis erros e redirecionar os esforços deles para o caminho correto.


Infelizmente, esse é um dos momentos em que os líderes, de forma geral, investem menos tempo. Isso porque acreditam que explicaram muito bem o que precisava ser feito e que todos os colaboradores estão capacitados para realizar as tarefas.


No entanto, é esse acompanhamento que vai definir o sucesso ou o insucesso do trabalho da equipe. Trata-se do momento de detectar possíveis problemas e corrigir erros a tempo de evitar prejuízos.


Avaliação dos resultados


Nesta etapa, o líder deve sentar novamente com os liderados para analisar os resultados obtidos com o trabalho. Não se trata de uma avaliação de desempenho formal. Se as outras duas tarefas foram cumpridas pelo gestor, neste momento final não haverá surpresa nenhuma para as duas partes. É apenas uma reunião de fechamento.


Os líderes que dedicam tempo demais nessa avaliação provavelmente não fizeram a orientação e acompanhamento anteriores, já que o mais adequado é aproveitar esse momento para pensar no futuro, nos próximos passos da equipe.


Também é interessante destacar que essa conversa deve ser feita abertamente com o grupo que participou do trabalho ou individualmente, se a atividade foi delegada a apenas uma pessoa.


Resumindo…


Quando o líder constrói uma relação de parceria, confiança e respeito com a equipe, os liderados se sentem mais responsáveis pelo trabalho desenvolvido em grupo. Bons gestores precisam saber como envolver e desenvolver seus times para que estes sejam mais participativos nos resultados. Desta forma, celebrarão juntos as conquistas e pensarão em conjunto onde erraram e como melhorar quando não obtiverem o retorno esperado.

Os líderes da sua empresa são parceiros dos colaboradores subordinados?


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade