Pesquisar

Canais

Serviços

- Pixabay
Saúde animal

Alimentação rica em zinco auxilia na proteção contra dermatites e descamações na pele

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
02 set 2021 às 13:20
Continua depois da publicidade

As dermatites e descamações na pele são doenças que podem atingir qualquer espécie ou raça de pets, podendo ser ocasionadas por diversos fatores como reações alérgicas, má higienização, não escovação da pelagem e deficiências nutricionais. Neste último caso, com uma nutrição balanceada e rica em nutrientes de qualidade e funcionais, é possível deixar esses animais protegidos, como por exemplo com a suplementação em microminerais orgânicos, como o zinco, um micromineral essencial para as células e que desempenha importante função em diferentes sistemas do organismo.

Continua depois da publicidade


Os tutores dos pets devem estar atentos aos seguintes sintomas: coceiras, vermelhidão, descamação e queda de pelo. O médico veterinário Rafael França, gerente Técnico de Vendas na área de Pet Food da Alltech, explica que as condições podem levar a algo mais grave como infecções com pus e feridas mais intensas. “Em caso de agravamento dessas situações, o sistema imunológico do animal fica vulnerável, podendo ocasionar problemas mais sérios, funcionando como porta de entrada para doenças secundárias”, ressalta.

Continua depois da publicidade


França afirma que rações que contenham zinco orgânico são fundamentais para auxiliar na proteção da pele e pelagem dos animais. “Ele é um nutriente muito importante na vida animal, sendo um componente que faz parte da estrutura de pelo e pelagem. Se oferecermos uma nutrição adequada com a quantidade necessária, o sistema imunológico vai ser reforçado porque ele vai estar presente em mais de 200 reações enzimáticas do corpo, possibilitando uma melhor qualidade desse tecido animal”, ressalta.


Porém, o médico veterinário chama a atenção para a necessidade do uso do zinco na forma orgânica. “Nesse caso o mineral fica “protegido”, ou seja, sofre menor interação durante o trato gastrointestinal, sendo melhor absorvido pelo animal. Desta forma, o pet consegue aproveitar melhor esse mineral, tendo uma maior quantidade presente no corpo, e, consequentemente na pelagem, reduzindo as chances de desenvolver dermatites e descamações", orienta França.

Continua depois da publicidade

Continue lendo