Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Entenda

Esporotricose é inofensiva para humanos, mas pode ser fatal para gatos

Patrícia Pasquini - Folhapress
18 out 2023 às 08:48
Gatos com apatia pode ser um dos sinais da doença - Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O infectologista Flávio Telles, coordenador do Comitê de Micologia da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia), alerta que a esporotricose, doença que acomete gatos e pode ser transmitida para humanos, está descontrolada. Como a Folha mostrou, ele e outros pesquisadores trabalham para que a zoonose seja de notificação compulsória em todo o país.


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

A doença é benigna em pessoas, mas nos felinos pode ser fatal. Entenda a seguir.

Leia mais:

Imagem de destaque
Amor pelos felinos!

Dia Mundial do Gato: 7 dicas para 'mães e pais' de primeira viagem

Imagem de destaque
Dicas

Saiba como manter seu pet confortável e seguro no verão

Imagem de destaque
Quem vai ser o felizardo?

PRF registra 250 interessados em adotar o cão policial aposentado Echo

Imagem de destaque
Comportamento animal

Cabras parecem conseguir distinguir emoção na voz humana


O QUE É ESPOROTRICOSE?

Publicidade


É uma micose que provoca lesões na pele causada por fungos. O Sporothrix brasiliensis é responsável pela alta de casos no Brasil. O outro - Sporothrix schenckii - está diminuindo no país. O schenkii pode ser encontrado em plantas, palhas, fragmentos de vegetais e fibras. As vítimas desse tipo de fungo são agricultores e demais trabalhadores rurais. "Atualmente, no Brasil, 90% é pelo brasiliensis, a transmissão felina", explicaTelles.


Publicidade

COMO A ESPOROTRICOSE É TRANSMITIDA?


A transmissão da esporotricose ocorre entre gatos e deles para cães e seres humanos através de mordidas, arranhões e do contato com as lesões dos infectados. Os bichanos carregam o fungo nas garras, na saliva e no sangue. Cachorros e humanos não transmitem.

Publicidade


QUAIS OS SINAIS DA ESPOROTRICOSE?


Ferida na pele é a principal queixa que o tutor leva ao veterinário, de acordo com Ana Claudia Balda, diretora da Faculdade de Veterinária da FMU.

Publicidade


No início da manifestação clínica, as lesões de esporotricose podem ser confundidas com qualquer outro ferimento, comuns em gatos e geralmente provocados por brigas.


"É uma ferida profunda, com bastante crosta, que sangra e não cicatriza. Quanto mais rápido o animal for levado ao veterinário, maior será a chance de sucesso do tratamento", explica a médica.

Publicidade


O diagnóstico é feito com base na citologia, cultura micológica e alguns exames moleculares.


A ESPOROTRICOSE MATA?

Publicidade


Em gatos, o Sporothrix brasiliensis se espalha com maior facilidade e pode causar quadros infecciosos mais severos. O fungo pode invadir o sistema linfático, afetar os olhos e as vias respiratórias. A infecção tem rápida evolução e pode matar o gato, principalmente se o felino já tiver problemas de saúde.


A ESPOROTRICOSE É PERIGOSA PARA PESSOAS?


Em seres humanos a esporotricose é benigna, mas pessoas imunodeprimidas merecem atenção, porque nelas há a possibilidade de evolução para formas graves. É o caso de pacientes com HIV e câncer e idosos com o sistema imune comprometido, por exemplo, segundo a infectologista do Hospital Osvaldo Cruz, Helena Lemos Petta.


HÁ TRATAMENTO DISPONÍVEL NO SUS?


O Ministério da Saúde fornece tratamento para seres humanos. O SUS (Sistema Único de Saúde disponibiliza o medicamento itraconazol e formulações lipídicas de anfotericina B.


QUAIS AS MEDIDAS PRIMORDIAIS PARA CONTROLE DA DOENÇA?


Castrar os animais para diminui a necessidade de interação com outros gatos; impedir o acesso desses animais às ruas; tratar se estiverem infectados e não abandoná-los.


Imagem
Doença transmitida por gatos está descontrolada, diz pesquisador
A esporotricose - micose que provoca lesões na pele - causada pelo fungo Sporothrix brasiliensis avança em alguns estados do Brasil. A doença, classificada como zoonose, segue descontrolada.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade