Pesquisar

Canais

Serviços

- pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Ansiedade: o mal do século. Como o autocuidado pode auxiliar na melhora desse desequilíbrio emocional

CV Bonde
13 out 2021 às 11:49
Continua depois da publicidade

A ansiedade provoca pensamentos incessantes sobre situações já vividas. E como mente e corpo estão interligados, alterações físicas servem de alerta para esse desequilíbrio emocional tão comum na atualidade.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Segundo pesquisa da OMS, o Brasil é um dos países mais ansiosos do mundo. Com mais de 18 milhões de pessoas sofrendo desse mal.

Continua depois da publicidade


Primeiro precisamos entender que o excesso desses pensamentos geram emoções que consequentemente podem afetar hábitos e comportamentos que comprometem a saúde física e mental.


Inclusive, algumas doenças psicossomáticas reais como alergias, pressão alta, úlceras ou gastrite, e até alterações no ciclo menstrual. O corpo reage à mente e isso  serve como um sinal do corpo pedindo socorro para a mente.

Continua depois da publicidade

Como o autocuidado pode auxiliar na melhora do seu dia a dia?

Em primeiro lugar, é importante ressaltar que autocuidado não é cuidar só da aparência com tratamentos para o corpo, pele ou cabelos. É um processo que vai muito mais a fundo, que conta com cuidado do corpo de forma holística, como um todo. 


Sendo assim, focar na sua felicidade e praticar o autocuidado social, por exemplo, estreitando laços com pessoas que irão te apoiar em momentos difíceis, só irá fazer bem. Assim como ter um momento específico para atividades prazerosas e que liberem o tipo certo de hormônios e sentimentos.


Além disso, existem formas de fazer o seu próprio corpo agir a favor de uma vida mais prazerosa e tranquila. E esta é a melhor forma de começar um tratamento para a melhora da sua ansiedade. Mas lembre-se, não tenha vergonha de procurar ajuda de um médico ou psicólogo caso seja necessário.


Os hormônios da felicidade trabalham a favor do seu corpo despertando sensações positivas, relaxamento emocional e até mesmo alterações físicas. Essa química está ligada à junção dos neurotransmissores como a Endorfina, Ocitocina, Dopamina e Serotonina. E com atitudes corretas podemos  estimulá-los. 


O melhor é que isso pode ser feito de forma natural, através da ingestão de certos alimentos ou mesmo o consumo daquele produto que você tanto deseja. 


Mas cuidado, o estímulo em exagero pode causar reações adversas, como diarréias, tremores ou atitudes agressivas. Por isso, ter equilíbrio inclusive nos hábitos é a chave para que eles sejam usados a favor do seu bem-estar


Vamos às dicas!

Desafie-se

Faça atividades que sempre teve vontade, mas faltou coragem ou oportunidade para realizá-las.

Ative a dopamina

Satisfaça seus desejos. Encontre pequenos prazeres no dia a dia. Com momentos seus.

Evite a autossabotagem!

Todo dia é dia para começar aquela atividade física ou dieta balanceada. Não espere o começo da semana ou a virada do mês. A hora é agora!

Crie seus mecanismos de relaxamento

Desenvolva mecanismos para lidar com situações desagradáveis, como por exemplo respirar pausadamente ou contar por alguns segundos. Além de ganhar tempo para reagir, você aproveita para analisar se os sentimentos ruins causados por aquela situação são realmente necessários. 

Escolha alimentos e bebidas que te auxiliem

O chá pode trazer muito mais do que sabor e cor para seu café da manhã e noites. Os benefícios do chá para a nossa saúde são inúmeros. Dependendo do tipo, ele auxilia na diminuição do colesterol, no controle da pressão arterial e até no processo de emagrecimento. Além de ser um ótimo aliado no relaxamento e preparação para o sono.

Estimule a produção de endorfina consumindo alimentos picantes. Abuse das pimentas!

Durma bem

Outra forma de obter um maior equilíbrio mental, afastando a ansiedade, vem de uma boa noite de sono.

Se observe

Fique atenta às situações que te provoquem ansiedade. Anote não somente a situação, mas também os pensamentos que se seguem. Com o tempo, você conseguirá identificar com antecedência o que lhe faz mal e poderá contornar o ocorrido e reagir melhor a ele.

Cultive seu melhor lado

Todos têm habilidades, cultive as suas. Estude e se dedique. Quanto mais conhecimentos adquiridos no que amamos, mais nos sentimos bem e liberamos mais mecanismos de bem-estar para o corpo.

Saiba dizer não

É impossível agradar a todos. É necessário dizer não ao que não faz sentido para você, ou que você sabe que será um esforço tão grande que irá gerar mais estresses do que ganho para sua vida. Dizer não é também fazer melhor o que você puder aceitar. Sabendo escolher, você terá mais foco e fará melhor suas atividades.

Faça exercícios físicos

Praticar regularmente exercícios físicos vai muito além do cuidado estético com o corpo. Esse hábito traz vários benefícios para a sua saúde. E ainda auxilia no combate à ansiedade. Durante os exercícios, o organismo produz a endorfina.


Definitivamente a vida contemporânea muitas vezes nos leva a momentos e quadros de ansiedade e estresse elevados.


Contudo, se criarmos a nossa volta mecanismos que nos auxiliem a ter uma vida melhor, mais saudável e tranquila, podemos viver com maior equilíbrio emocional e sensação de felicidade.


O primeiro passo para viver bem, é escolher fazê-lo, mesmo que isso necessite um pouco de esforço. Você já tem práticas que auxiliem seu dia a dia? Conta para a gente!

Continue lendo