Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Entenda

Mitos e verdades sobre a vacina da gripe

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
01 abr 2024 às 17:52
- Gilberto Marques/Arquivo governo de SP
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A vacina de gripe foi antecipada pelo Ministério da Saúde graças ao aumento da circulação de vírus respiratórios no Brasil. Podem se vacinar públicos prioritários como crianças, gestantes, puérperas, idosos, povos indígenas, trabalhadores de saúde, professores, pessoas em situação de rua, profissionais das forças de segurança, pessoas com doenças crônicas, entre outros.


A vacina está incluída no calendário vacinal e sazonal dos brasileiros há vários anos. Leandro Schimmelpfeng, clínico geral do Eco Medical Center, explica que o imunizante pode ter efeitos colaterais variados como febre de 38°C, dor no local da aplicação, um pouco de dor muscular, mal estar, fadiga e perda de apetite, mas que eles não duram mais de 48 horas.  

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O médico explica que se a pessoa estiver doente, passando por alguma infecção ou estiver com febre deve se curar antes de tomar a vacina, para que o sistema imunológico se recupere. Ele ainda ressalta que quem possui alergia ao ovo, ao timerosal (produto conservante da vacina) ou tem a síndrome de Guillain Barré (polineuropatia que causa fraqueza muscular) não pode tomar a vacina da gripe.

Leia mais:

Imagem de destaque
No Brasil

Uso de canabidiol para tratar dependência de crack é melhor do que remédios convencionais, diz estudo

Imagem de destaque
Das 9h às 13h

Londrina terá ação integrada de combate à dengue neste sábado; veja os bairros

Imagem de destaque
Cardiologia

Nova diretriz orienta como medir pressão arterial dentro e fora de consultório para diagnóstico

Imagem de destaque
Alarmante

Em Londrina, mortes por dengue disparam 400% em um ano


Imagem
PRF encerra Operação Semana Santa 2024 com 553 veículos fiscalizados
A PRF (Polícia Rodoviária Federal) encerrou à meia-noite de domingo (31) a Operação Semana Santa em 2024 na circunscrição da delegacia da PRF em Londrina com 553 veículos e 719 pessoas fiscalizados.


Para os que já tiveram covid, o médico explica que é importante tomar a vacina da gripe, já que a proteção é contra um vírus diferente. Leandro ressalta, entretanto, que o paciente precisa estar curado antes de tomar o imunizante. É importante relembrar que várias vacinas podem ser tomadas junto com a da gripe, como a de Covid. 

Publicidade


Ainda respondendo uma dúvida frequente dos pacientes, o médico explica que a vacina disponibilizada pelo sistema público apresenta cobertura suficiente para as variações virais mais comuns no Brasil por ser trivalente. 


Ele ressalta, entretanto, que o imunizante oferecido pela rede privada pode ser uma opção para aqueles que vão viajar para o exterior e desejam ter uma proteção a mais, já que é tetravalente e protege contra uma variação a mais da que é oferecida pelo SUS. 


Por fim, o médico explica que tomar a vacina não exclui a possibilidade de contrair a doença, já que o sistema imunológico leva de quatro a seis semanas para se fortalecer após a vacinação, tempo em que é possível ser infectado pelo vírus. 


Leandro ressalta, no entanto, que essa ocorrência não é resultado da vacinação, mas sim do tempo necessário para desenvolver a imunidade.


Imagem
Operação Páscoa da PRE na região de Londrina fecha com diminuição de mortos e feridos
A Operação Páscoa da PRE (Polícia Rodoviária Estadual) na região de Londrina encerrou 2024 com diminuição de sinistros, mortos e feridos em relação à mesma ação de 2023.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade