Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

A força de Londrina

05 mar 2011 às 09:52
Continua depois da publicidade

Na convocação da Seleção Brasileira que enfrentará a Escócia no final do mês, dos 24 jogadores chamados por Mano Menezes, três passaram pelo futebol de Londrina. Jadson é londrinense revelado pelo PSTC; Henrique é de Cambé e começou no Londrina; e o volante Sandro teve passagem pelo time júnior do Tubarão.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

É incrível como a cidade é representada por destacados atletas que começam a carreira em nossos campos ou quadras ou por eles passaram. E nas mais diversas modalidades.

Continua depois da publicidade


No futebol, além dos recém convocados, dá pra destacar, rapidamente, nomes como Kleberson, Dagoberto, Rafinha, Fernandinho e Diogo. Além, é claro, daqueles que serviram seleções de base ou defenderam grandes clubes no passado.


Num outro dia, assistindo ao jogo de basquete entre Flamengo e Brasília, vimos na quadra Hélio, Duda, Alírio e Jefferson, todos com passagens pelo time que a cidade teve há alguns anos. Em cada jogo do NBB é provável que possamos ver pelo menos um atleta que jogou aqui.

Continua depois da publicidade


O Handebol da Unopar acaba de ceder três jogadores para a Seleção Brasileira. Rick, Léo e Júlio vão defender o país no Pan-Americano. O vôlei que revelou o grande Giba tem hoje alguns atletas que surgiram na cidade e defendem grandes equipes da Liga. Rafael, do time de Florianópolis, é o mais recente exemplo.


O futebol de salão, entre tantos nomes, tem Marcinho defendendo a seleção italiana. Muitos são os craques do futsal que aqui começaram suas carreiras e estão espalhados pelo país ou no exterior, fazendo sucesso.


Outros exemplos estão por aí, também em outras modalidades, e isso prova o quanto a cidade é pródiga em revelar talentos. E olha que nos últimos tempos o nosso esporte andou na contramão. Falta de apoio e de patrocínios são os eternos problemas.


Entendo que, para amenizar essa situação e buscar soluções, a Fundação de Esportes tem que mudar o seu perfil. Tem que deixar de ser apenas administradora das verbas públicas destinadas pela Prefeitura, e se transformar numa vendedora do esporte para a iniciativa privada. Só assim, vai reencontrar a mão certa. E assim sendo, vai revelar ainda mais talentos.

Bom Carnaval a todos!


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade