Pesquisar

Canais

Serviços

- Sergio Ranalli/Grupo Folha
Continua depois da publicidade
Rotatória da Higienópolis

Após Lula ser confirmado como ministro, manifestantes vão às ruas de Londrina

Fernanda Circhia - Redação Bonde
16 mar 2016 às 22:12
Continua depois da publicidade

Após o final da reunião no Palácio da Alvorada, na tarde desta quarta (16), a presidente Dilma Rousseff confirmou Lula como novo ministro da Casa Civil. A posse deverá ocorrer na próxima terça-feira (22). A nomeação do ex-presidente provocou protestos em diversas cidades do país, principalmente em São Paulo e Brasília. Em Londrina, manifestantes fizeram buzinaço e panelaço na rotatória entre as avenidas Higienópolis e JK, no centro. Por volta das 21h30, aproximadamente 150 pessoas estavam no local. Confira nos vídeos e fotos de Sergio Ranalli e Ricardo Chicarelli:

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Manifestantes vão às ruas de Londrina

Manifestantes vão às ruas de Londrina na noite desta quarta-feira (16), após Lula ser confirmado como ministro da Casa Civil.Vídeo: Ricardo Chicarelli/Grupo Folha Saiba mais: www.bonde.com.br/?id_bonde=1-3--566-20160316

Publicado por Portal Bonde em Quarta, 16 de março de 2016

Segundo informações divulgadas pela Agência Brasil, por volta das 20h manifestantes fecharam um dos sentidos da avenida Paulista para protestar contra a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil e contra o governo Dilma. Eles se concentraram no Museu de Arte de São Paulo (Masp) e vestem camisas do Brasil, seguram bandeiras e cartazes contra a presidenta Dilma Rousseff e o ministro Lula. Eles cantam o Hino Nacional, entoam palavras de ordem contra o governo petista, gritam "Renuncia, renuncia", batem panelas e fazem barulhos com vuvuzelas.

Em Brasília, ainda de acordo com a Agência Brasil, cerca de 1.500 manifestantes contrários ao governo da presidente Dilma Rousseff fizeram uma manifestação, por volta das 19h, em frente ao Palácio do Planalto. Eles protestam contra a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil, feita nesta quarta-feira (16) por Dilma.

Às 23h, a polícia usou bombas de efeito moral e de gás lacrimogênio e spray de pimenta para dispersar os manifestantes da frente do Congresso Nacional. Após o uso da força policial, boa parte dos manifestantes se retirou do gramado do Congresso e começou a ir embora.

Continua depois da publicidade

Outra parte dos manifestantes continuou nas imediações do Congresso, permanecendo nas laterais do prédio e também no gramado. As pessoas que continuam no local permaneceram com os gritos de "Fora Dilma"

(Com informações do repórter fotográfico Ricardo Chicarelli, do Grupo Folha)


Compartilhar nas redes:

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade