Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Obras atrasadas

Às vésperas da reinauguração, reforma da Maternidade Municipal de Londrina ganha mais um aditivo

Pedro Marconi - Grupo Folha de Londrina
12 abr 2023 às 14:18
- Pedro Marconi/Grupo Folha de Londrina
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A recepção já tem outro balcão, nos quartos os operários fazem os últimos ajustes e na parte externa a pintura está sendo finalizada. A obra da maternidade municipal Lucilla Ballalai, no centro de Londrina, que começou em 2018, finalmente está na reta final e deverá ser completamente entregue neste mês. O último aditivo de prazo iria até 31 de março, entretanto, a prefeitura autorizou uma nova prorrogação e nova data para entrega agora é 30 de abril.


A empreiteira responsável – que tem sede na cidade - alegou para pedir mais tempo que a secretaria municipal de Saúde estava executando alguns serviços, impedindo que a terceirizada conseguisse terminar as intervenções previstas em contrato. Entre os trabalhos promovidos pela própria pasta estão a substituição de batentes e portas, colocação de pontos adicionais de gases medicinais e tomadas na sala de exames e instalação de novo quadro elétrico e luminárias de emergência.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


“Chegamos neste momento na montagem dos móveis dos quartos da ala do puerpério, que é a do pós-parto. Nossa expectativa é que consigamos finalizar até maio o pouco que falta, com colocação de equipamentos, camas, televisores, aparelhos de ar-condicionado. Assim, poderemos reinaugurar a maternidade de Londrina”, destacou Felippe Machado, secretário municipal de Saúde.

Leia mais:

Imagem de destaque
PRAZO DE 10 MESES

Obras de construção da UPA zona sul começaram; previsão de entrega é novembro

Imagem de destaque
CONJUNTO CAFEZAL

Trecho com erosão na Estrada da Pedreira é interditado pela Prefeitura de Londrina

Imagem de destaque
JOVEM TINHA 14 ANOS

Morte de adolescente por suspeita de dengue é investigada em Londrina

Imagem de destaque
0,03% não têm água

Censo 2022: 7,44% dos domicílios de Londrina ainda usam buraco ou fossa como esgotamento


Atualmente, a recepção está improvisada num espaço ao lado da entrada, enquanto a obra está acontecendo. “É uma pequena restrição. Conseguimos organizar da melhor forma possível para garantir com segurança o atendimento para as gestantes até que retomemos a utilização total do prédio, inclusive, a ampliação de mais de mil metros quadrados”, afirmou.

Publicidade


A reforma e ampliação na maternidade, que fica na avenida Leste-Oeste, iniciou há cinco anos, no entanto, a primeira empresa que fazia os serviços teve o contrato rompido pelo município por atraso no cronograma e falta de certidões negativas e garantia contratual.


Vinte aditivos contratuais

Publicidade


Uma nova construtora foi contratada e reiniciou os trabalhos em 2019. A finalização, a partir do contrato, deveria ter sido em outubro de 2020, o que não aconteceu. Desde então foram liberados 20 aditivos, entre valor e prazo. “Passo por aqui praticamente todos os dias e vi a evolução dessa obra. Para ser sincera achei que não iria ter fim, mas pelo jeito agora estão acabando e vai ser bom para a cidade e as famílias que precisam desse atendimento. Demorou, mas está saindo”, comentou a auxiliar de limpeza Vânia Almeida.


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA

Imagem
Obra da maternidade tem novo aditivo e entrega prevista é final de abril
Empreiteira está executando últimos serviços, enquanto que secretaria municipal de Saúde iniciou montagem de móveis no setor pós-parto
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade