Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Queda de árvores

Chuva volta a causar estragos em Curitiba

Redação Bonde
01 nov 2007 às 19:27
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O Corpo de Bombeiros recebeu, pelo menos, 50 chamadas para atendimentos relacionados à queda de árvores na tarde desta quinta-feira (1) em função da forte chuva que atingiu Curitiba e região. O número de chamadas tende a aumentar conforme as pessoas retornem para casa, durante a noite.

O tenente Leonardo Mendes dos Santos, relações públicas do Corpo de Bombeiros, pediu paciência às pessoas que ligarem informando sobre queda de árvores, pois os atendimentos não são feitos por ordem de chegada e sim por ordem de prioridade. "São atendidas primeiro as ocorrências que estejam obstruindo vias, sobre fiação elétrica ou mesmo com pessoas feridas ou sob risco de cair sobre residência. As pessoas devem ter noção que, em eventos críticos como este, há ocorrências em vários pontos da cidade, atingindo direta ou indiretamente milhares de pessoas. Não deixamos ninguém sem atendimento", afirmou.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leonardo explicou que o vento que atingiu a capital e região veio do norte. "Os ventos literalmente varreram a cidade, causando destelhamento em residências de diversos bairros, principalmente em Colombo, Campina Grande do Sul e Curitiba", disse. O Jardim Atuba, em Colombo, foi bastante afetado. "As pessoas somente devem ligar se existem pessoas ilhadas ou em risco para evitar sobrecarga às equipes e para que elas possam atender com qualidade quem realmente necessita", explicou.

Leia mais:

Imagem de destaque
Em fase única

Inscrições para Vestibular 2025 da UEL abrem nesta quinta

Imagem de destaque
Começa nesta quarta

CineKombi leva cinema gratuito para as ruas de Londrina

Imagem de destaque
Operação policial

Bingo clandestino funcionava em galpão com placa de aluga-se no centro de Londrina

Imagem de destaque
Obra cara e atrasada

Após vários contratempos, novo Fórum Criminal de Londrina deve ser concluído em 2025


De acordo com o tenente, um dos incidentes atendidos pelo Siate (Sistema Integrado de Atendimento a Traumas em Emergência) em função do temporal foi de uma moça, de 25 anos, atingida por azulejos que se desprenderam de um prédio na Rua Desembargador Westphalen, no centro em Curitiba. Leonardo lembrou que com chuva forte aumenta o risco de acidentes de trânsito e por isso os motoristas e pedestres devem redobrar a atenção. Ele disse também que o Corpo de Bombeiros não atua em função apenas das ocorrências ligadas à chuva e aos ventos. "Nosso trabalho permanece o mesmo", completou.

As informações são da Agência Estadual de Notícias.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade