Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Londrina

Cooperativas de reciclagem renovam com CMTU à espera de um futuro contrato melhor

Pedro Marconi - Grupo Folha de Londrina
17 abr 2024 às 14:13
- Roberto Custódio - 17/02/2024
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Após as cooperativas de resíduos recicláveis sinalizarem a possibilidade de interromperem os trabalhos caso a CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) repetisse o mesmo expediente que tem usado desde 2022, de renovar o contrato dias depois do vencimento, a companhia entrou num acordo com as entidades e promoveu um novo vínculo, na terça-feira (16), depois de uma reunião. No entanto, o período foi igual aos demais, de apenas seis meses. O acordo anterior tinha validade até esta quarta-feira (17).


Numa postura mais incisiva sobre como será a partir de agora, o órgão assumiu, por meio de nota, o compromisso de “apresentar uma planilha de custos de todos os serviços prestados para que seja feito um novo contrato visando a melhoria de todo sistema de resíduos recicláveis do município, principalmente seus cooperados.”

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


No texto encaminhado à reportagem, a CMTU afirmou que “nesta (última) renovação haverá um incremento dos valores repassados, podendo chegar até R$ 168 mil, em razão de revisão no quantitativo de domicílios e do crescimento da demanda, que consequentemente enseja no aumento de passagens para atender da melhor forma a população”. As especificações não foram divulgadas.

Leia mais:

Imagem de destaque
Até 31 de maio

Concurso público para procurador de Londrina tem prazo de inscrição prorrogado

Imagem de destaque
Uma grande perda

Cléber Toffoli, professor e ex-presidente do Londrina EC, morre aos 76 anos

Imagem de destaque
Neste domingo (19)

Grupo Ás de Paus apresenta em Londrina espetáculo vencedor do Troféu Gralha Azul 2023

Imagem de destaque
No Bar Valentino

Londrix e Okupa promovem Feira de Livros neste domingo


A FOLHA procurou representantes de várias cooperativas por diversas vezes para avaliarem a proposta do município, porém, eles não foram localizados ou não houve retorno.

Publicidade


Diante da reclamação constante de moradores de diversos bairros sobre falhas nos dias de coleta, com sacos se acumulando em frente as casas, a companhia disse que “vai monitorar os serviços prestados para que toda cidade seja atendida de maneira satisfatória.”


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA

Imagem
CMTU renova com cooperativas prometendo próximo contrato com melhorias
Novo vínculo tem duração de seis meses, período em que companhia deve apresentar planilha de custos da coleta seletiva para otimizar sistema
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade