Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Sofriam maus-tratos

Hospital Veterinário em Londrina cuida de peixes betta apreendidos pela Polícia Ambiental em Jacarezinho

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
22 mai 2024 às 17:31
- Divulgação/Assessoria de Imprensa
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Cerca de 45 peixes betta apreendidos pela Polícia Ambiental numa loja em Jacarezinho (Norte Pioneiro) estão sendo tratatos pelo Hospital Veterinário da Unifil. A maioria dos animais estavam expostos em copos plásticos descartáveis, na prateleira, caracterizando maus-tratos por falta de espaço adequado e contaminação da água por fezes. Os peixes enfrentavam risco de morte.


O Hospital precisou comprar alimentos, equipamentos e aquários para garantir boas condições. Todos são machos e agora estão em ambiente saudável. Por se tratar de espécie exótica, os exemplares não podem voltar à natureza. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade


A médica veterinária Daniele Martina, coordenadora do Hospital Veterinário da UniFil, informa que os peixes serão cuidados até o Instituto Água e Terra definir a destinação.

Leia mais:

Imagem de destaque
Doce, dengosa, polida...

Em comemoração aos 50 anos de carreira, Alcione se apresenta em Londrina nesta sexta

Imagem de destaque
Infrações de trânsito

Motociclistas e motoristas ‘transformam’ canteiro em rua na zona leste de Londrina; entenda

Imagem de destaque
Profissionalização

Clube das Mães Unidas abre inscrições para mais de 20 cursos gratuitos

Imagem de destaque
Inscrições gratuitas

CCI Oeste recebe duas oficinas voltadas para a qualidade de vida e bem-estar dos idosos



LEIA TAMBÉM:


Imagem
Empresa de Jacarezinho que vendia peixes betta é autuada por maus-tratos e deve pagar multa de R$ 75 mil
Uma empresa de Jacarezinho (Região Metropolitana de Londrina) foi multada em R$ 75 mil por vender peixes betta sem a devida licença ambiental, além de ser acusada de praticar maus-tratos contra os animais. A investigação aconteceu no sábado (18).
Imagem
Mãe deverá processar médico que negou atestado para cuidar de filho doente em Cambé
A mãe da criança de cinco anos que teve o atestado de acompanhante negado para ficar com o filho doente por um médico da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Cambé (Região Metropolitana de Londrina) deverá processar o profissional de saúde.
Imagem
Câmara aprova projeto que censura crianças e adolescentes em parada LGBTQIA+ em Londrina
Em mais um avanço do conservadorismo na Câmara de Londrina, os vereadores aprovaram, nesta terça-feira (21), o PL (projeto de lei)
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade