Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Leve as crianças

Londrina promove campanha de vacinação contra poliomielite e multivacinação

Redação Bonde com N.Com
09 ago 2022 às 17:20
- Emerson Dias - N.Com
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Começou na manhã desta segunda-feira (8), a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação de 2022 em Londrina. Todas as UBSs (Unidades Básicas de Saúde) de Londrina estão vacinando as crianças, das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira. A única unidade que não está aplicando as vacinas é a UBS do Ouro Branco, pois ela é uma unidade exclusiva para imunização contra covid-19.


Para receber a vacina da Campanha contra a Poliomielite e Multivacinação, basta telefonar na Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência e agendar um horário. A lista completa com os endereços e telefones de contato das UBS está disponível no site da Prefeitura de Londrina.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


O público-alvo para a vacina da paralisa infantil são 32 mil crianças, com idades de um a cinco anos de idade. Já de zero a um ano de idade são seis mil crianças, que devem ir às unidades para verificar a necessidade de alguma dose. Essas crianças de um a cinco anos devem receber a VOP (Vacina Oral Poliomielite), ou seja, as gotinhas, desde que já tenham recebido as três doses de VIP (Vacina Inativada Poliomielite) do esquema básico. Além delas, todas as crianças e adolescentes com até 14 anos precisam passar pela avaliação do esquema vacinal e, caso haja alguma dose em atraso, será feita a atualização.

Leia mais:

Imagem de destaque
Patrulha Maria da Penha

Homem é preso em flagrante após violar ordem judicial e ameaçar ex-mulher em Londrina

Imagem de destaque
Obras de melhoria

Região Leste de Londrina deve ficar sem água na próxima terça e quinta-feira

Imagem de destaque
Enfrentaram muitos desafios

Em Londrina, mulheres assumem papéis de protagonismo na construção civil

Imagem de destaque
Música sertaneja

Duplas consagradas promovem uma noite de hits na ExpoLondrina nesta sexta-feira


Uma das crianças que já recebeu as gotinhas contra a paralisia infantil, nesta segunda, foi Isaac Castro Silva, de um ano e seis meses. A mãe de Isaac, Joseane Ferreira de Castro, contou que sempre confere as datas das vacina na carteirinha do filho e, agora, se sente mais segura. “A vacinação dele está em dia, porque é perigoso não cuidar. Hoje, ele veio tomar a vacina de gripe e contra a paralisia infantil. Agora, estamos seguros. Eu sempre cuidei da carteirinha de vacina dos meus filhos, porque acho muito importante”, contou a mãe.

Publicidade


O objetivo da campanha nacional é alcançar cobertura vacinal igual ou maior que 95% para a vacina poliomielite na faixa etária de um a menores de cinco anos de idade, e diminuir o número de crianças e adolescentes não vacinados menores de 15 anos. “A baixa procura pela vacinação é um cenário nacional. Desde 2015, a gente observou uma baixa cobertura vacinal como um todo, em todo o território nacional. Nesse sentido, o Ministério da Saúde, através de campanhas nacionais, tenta melhorar a cobertura, consequentemente evitar o retorno de doenças que já haviam sido erradicadas em outras décadas”, explicou o secretário de saúde, Felippe Machado.


As vacinas contidas nesta campanha são para prevenir a Hepatite A e B, Penta (DTP/Hib/Hep B), Pneumocócica 10 valente, VIP, VRH (Vacina Rotavírus Humano), Meningocócica C (conjugada), VOP, Febre amarela, Tríplice viral (Sarampo, Rubéola, Caxumba), Tetraviral (Sarampo, Rubéola, Caxumba, Varicela), DTP (tríplice bacteriana), Varicela e HPV quadrivalente (Papilomavírus Humano). Todas fazem parte do PNI (Programa Nacional de Imunizações) e estão registradas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).


Para os pais e responsáveis que não conseguirem levar seus filhos nas UBS durante a semana, a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) abrirá as 54 UBS no sábado, dia 20 de agosto, durante o “Dia D” de mobilização nacional. A campanha prosseguirá até o dia 9 de setembro.


Diferentemente da vacinação contra a covid-19, que necessita de agendamento pela internet, através do site da Prefeitura de Londrina, a da multivacinação precisa de agendamento pelo telefone, diretamente na UBS de referência para a família.

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade