21/10/20
Combate à violência doméstica

Londrina terá projeto federal da Casa da Mulher Brasileira

O prefeito Marcelo Belinati e a secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Nádia Oliveira de Moura, anunciaram, na manhã desta quinta-feira (30), que a cidade irá contar com o projeto federal da Casa da Mulher Brasileira. O município deverá ser o primeiro do interior do Brasil a contar com este centro, que presta atendimento humanizado e especializado à mulher em situação de violência doméstica.

Secretaria da Justiça,Família e Trabalho
Secretaria da Justiça,Família e Trabalho


A Casa é um dos eixos do programa "Mulher, Viver sem Violência”, coordenado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República. Em Londrina, o local será construído numa parceria entre o Governo do Paraná, por meio da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, Prefeitura de Londrina e emendas parlamentares.

O local oferece acolhimento e triagem com profissionais como psicólogas e assistentes sociais; delegacia especializada no atendimento às mulheres; Juizado de Violência Doméstica e Familiar; acompanhamento do Ministério Público e da Defensoria Pública; espaço de cuidado com as crianças; atenção à saúde e promoção da autonomia econômica das mulheres e alojamento.

Segundo o prefeito Marcelo Belinati, na última quarta-feira (29), o secretário de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, anunciou, em Curitiba, a destinação de cerca de R$ 2 milhões para construção do local, que deverá custar aproximadamente R$ 5 milhões. "O restante dos recursos serão custeados pela prefeitura. Já estamos com o projeto arquitetônico pronto, restando apenas os projetos complementares, para darmos seguimento no processo licitatório para construção do local. Esta casa alocará todos os serviços inerentes a assistência e apoio à mulher vítima de violência, para dar amparo a ela.", disse o prefeito.

A secretária municipal de Polícias para as Mulheres, Nádia Oliveira de Moura, apontou que este espaço vem para proporcionar maior qualidade e conforto no atendimento às mulheres vítimas de violência em Londrina. "Vamos instalar a Casa Número 2, que contará com 1.600 metros quadrados de área. O projeto prevê atendimento e acolhimento pela equipe da Secretaria, pelos cartórios, Defensoria Pública, Delegacia da Mulher, Vara Maria da Penha, também contará com um espaço de passagem, ou seja, a mulher terá à disposição, no mesmo espaço, atendimento psicológico, jurídico e assistencial, para que ela não precise ficar buscando assistência em locais diferentes.”, enfatizou.
N.com
Continue lendo
Cuidado na internet!

Nucria alerta para aliciadores de menores em jogo de celular

20 OUT 2020 às 19h01
Governador de SP

João Doria tem bens bloqueados pela Justiça em processo por improbidade

20 OUT 2020 às 17h21
Geração de renda

Empresa de colágeno e gelatina promete criar 350 empregos em Ibiporã

20 OUT 2020 às 15h14
Campanha

Sema promove ação para coleta de pneus usados; saiba como se desfazer gratuitamente

20 OUT 2020 às 15h13
Pesca proibida

Defeso da piracema começa em 1º de novembro no Paraná

20 OUT 2020 às 14h46
Plenário do STF

Eleitor não será obrigado a portar o título para votação

20 OUT 2020 às 14h22
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados