Pesquisar

Canais

Serviços

- Micaela Orikasa - Grupo Folha
Continua depois da publicidade
Virou fumaça

Cerca de 1,7 tonelada de drogas é incinerada pela Polícia Federal em Londrina

Micaela Orikasa - Grupo Folha
22 jun 2022 às 14:55
Continua depois da publicidade

Cerca de 1,7 tonelada de drogas foi incinerada nesta quarta-feira (22), em Rolândia, na RML (Região Metropolitana de Londrina). Os entorpecentes foram apreendidos nas operações de fiscalização da PF (Polícia Federal) que atua em Londrina e cidades vizinhas.

Continua depois da publicidade


O delegado chefe da PF em Londrina, Kandy Takahashi, explica que as apreensões ocorreram entre o fim de 2021 e o início deste ano, nas rodovias que cortam os municípios de Bela Vista do Paraíso e Cambé. "Essas drogas são resultados de três grandes apreensões e que a gente acredita que estavam sendo trazidas para o mercado comercial da nossa região", disse.


Nesta manhã, foram incinerados tabletes de maconha, além de 1 kg de cocaína e LSD (dietilamida do ácido lisérgico). Segundo o delegado, muitas incinerações ocorrem logo após a apreensão, mediante a autorização do juiz, mas que a ação também pode acontecer meses depois como forma de esvaziar o depósito da PF, onde ficam armazenados os entorpecentes.


As drogas foram incineradas em uma indústria de couro bovino, que possui um grande forno, com mais de 2,5 metros de profundidade e atinge até 400°C. "Temos as empresas parceiras que nos oferecem a estrutura. Como a quantidade de drogas hoje é alta, viemos até essa indústria porque além de estar localizada em uma região mais afastada, o forno possui um filtro para evitar a emissão de poluentes", explicou. 


Continue lendo na Folha de Londrina.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade