14/04/21
PUBLICIDADE
Brasil

Uso irregular de medicamentos preocupa especialistas

Os números do uso de medicamentos no Brasil são assustadores: 15% da população consomem 90% da produção farmacêutica; 25% a 70% dos gastos, em saúde, correspondem a despesas com medicamentos e, de 50% a 70% das consultas médicas geram receitas, mesmo que o paciente não necessite de medicamento, segundo a pesquisa, o que tem causado muitas intoxicações por uso indevido.

Os dados foram apresentados durante o 1° Encontro Nacional para Implementação da Política de Uso Racional de Medicamentos, realizado em Curitiba, do qual participaram farmacêuticos da Secretaria de Saúde de Londrina. O levantamento atesta ainda, que 75% das prescrições médicas têm utilização errônea de antibióticos que levam, na maioria dos casos, pacientes a adquirir resistência bacteriana e que somente 50% dos pacientes usam medicamentos corretamente.


Conforme a farmacêutica da Centrofarma, da Secretaria de Saúde, Fabiana Daher Costa, vive-se hoje no Brasil uma cultura medicalizadora, onde o sistema de saúde é organizado numa concepção curativa e a população muitas vezes exige do médico uma prescrição. "As pessoas acham que é o remédio que cura e não a mudança de hábitos, alimentação e outras terapias. Auto-medicação é um problema de saúde pública", declarou. De acordo com Fabiana, "muitos profissionais da saúde acabam receitando novidades, influenciados pela propaganda dos laboratórios".

Londrina vem participando da elaboração de novas políticas visando o uso racional de medicamento porque a cidade é um exemplo nesta área. "Como estratégia de solução para o problema apontamos a construção de uma nova cultura com a classe médica, pautada em prescrições racionais; a prioridade de receitar os medicamentos essenciais definidos pela Relação Nacional de Medicamentos e acompanhadas pelos comitês de farmácia e terapêutica", informou Fabiana.

Segundo a farmacêutica, Londrina tem a sua comissão de farmácia e terapêutica, formada por médicos, farmacêuticos e enfermeiros, com caráter consultivo e técnico, em funcionamento desde 2001. O objetivo é assessorar na implementação das políticas de medicamentos, como seleção, programação, prescrição, dispensação e uso racional. (Com informações da ACPML)
Redação Bonde
PUBLICIDADE
Continue lendo
Novo decreto

Prefeitura estabelece escalas de horários para atividades produtivas em Londrina

14 ABR 2021 às 20h12
Zona norte

Homem morre após ser atingido por disparos de arma de fogo em Londrina

14 ABR 2021 às 17h36
1° fase do benefício

Maringá iniciará inscrições do auxílio emergencial no dia 26 de abril

14 ABR 2021 às 16h54
Sem exigência de experiência

Empresa abre processo seletivo com 230 vagas de emprego em Londrina

14 ABR 2021 às 16h44
Caso Henry

Justiça do Rio mantém Dr Jairinho, que está detido, na cadeira de vereador

14 ABR 2021 às 16h15
Condução da crise da Covid-19

STF confirma decisão de Barroso que mandou Senado instalar CPI da Covid

14 ABR 2021 às 15h43
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados