Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Carros oficiais

Paraná estuda substituir frota por aplicativos de transporte

AEN
12 jun 2018 às 15:04
- Shutterstock
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Para diminuir as despesas, o Governo do Estado estuda substituir parte da frota de veículos utilizados em serviços administrativos por aplicativos de transporte. O edital para a contratação do serviço está sendo preparado pela Secretaria de Estado da Administração e Previdência e deve ser lançado nas próximas semanas. A informação foi confirmada nesta terça-feira (11) pelo secretário da pasta, Fernando Ghignone, durante a reunião do secretariado no Palácio Iguaçu, que contou com a presença da governadora Cida Borghetti.

A governadora afirmou que toda a equipe está comprometida em buscar soluções para reduzir os gastos públicos. "Nossa determinação é melhorar o serviço prestado pelo governo sem onerar os cofres públicos, por isso é importante que cada secretaria faça a sua parte e busque medidas para conter as despesas", afirmou Cida Borghetti.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A substituição pode restringir o uso, em um primeiro momento, de cerca de 1,3 mil carros da frota do Estado. Os veículos estão lotados em diversos órgãos públicos para realização de serviços administrativos em Curitiba e municípios do entorno e podem dar lugar às plataformas de transporte já regularizadas na região.

Leia mais:

Imagem de destaque
Jovem Dionísio

’Cê reparou que eu me arrumei?': nova trend das redes sociais é do Paraná

Imagem de destaque
Com Minnie e Mickey

Paraná recebe pela primeira vez a Disney Magic Run; saiba como participar

Imagem de destaque
Sorria, você está sendo filmado

Sistema de monitoramento em Cambé ajuda a Polícia Civil a identificar e prender suspeitos de crimes

Imagem de destaque
Partindo de Curitiba

Aeroporto Afonso Pena dobra número de voos internacionais em 2024


O modelo é inspirado no que foi implantado no ano passado pela Prefeitura e pelo Governo de São Paulo. A medida será exclusiva para a frota a administrativa, sem impactar nas viaturas das polícias e Corpo de Bombeiros ou no serviço das ambulâncias.

O governo também prevê criar uma central única de frota para administrar os carros oficiais utilizados por secretários e dirigentes de estatais, que vai disponibilizar os veículos a partir da demanda. "São soluções para otimizar os recursos do Estado. O dinheiro que sobrar pode ser aplicado em outras áreas importantes, como na saúde e educação", afirmou Ghignone.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade