Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Controle

Parmalat centraliza análises do leite no Paraná

Redação Bonde
14 nov 2007 às 09:26
O governador Roberto Requião se reúne com Marcus Elias, presidente do conselho da Parmalat, Bia Aydar da MPM e Ana Seleme - Roberto Corradini/SECS
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A indústria de laticínios Parmalat escolheu os laboratórios oficiais do Paraná para fazer as análises de qualidade do leite que será distribuído para todo o Brasil.

O anúncio foi feito nesta terça-feira, no Palácio das Araucárias, depois que o presidente do Conselho da Parmalat no Brasil, Marcus Elias, se encontrou com o governador Roberto Requião e o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Valter Bianchini.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


A Parmalat fará as análises de qualidade do leite nos Laboratórios Centrais de Saúde Pública do Paraná (Lacen), vinculado à Secretaria da Saúde, e Marcos Enrietti, vinculado à Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab).

Leia mais:

Imagem de destaque
Crime de estupro

Dois homens condenados por crimes sexuais são presos em Campo Mourão

Imagem de destaque
Crime ocorreu em 2017

Homem condenado por estuprar a própria neta é preso em Maringá

Imagem de destaque
24,2% inadimplentes

75,8% dos veículos tributados já pagaram IPVA de 2024; veja como regularizar

Imagem de destaque
Atenção!

Apagão cibernético atinge sistema tributário da prefeitura de Rolândia


A Parmalat processa atualmente dois milhões de litros de leite por dia, totalizando 60 milhões de litros no mês. Segundo Elias, a empresa quer aperfeiçoar a qualidade do leite colocado no mercado onde é uma das líderes segundo o Instituto Nielsen, que realiza pesquisa de mercado no país.

Publicidade


A iniciativa da empresa é uma resposta aos incidentes com o leite ocorridos em Minas Gerais, que provocaram profunda preocupação na população, disse o secretário Valter Bianchini. Segundo ele, a empresa se colocou à disposição para firmar parceria com o governo estadual para equipar ainda mais os laboratórios oficiais do Estado, já reconhecidos nacionalmente pela sua eficiência.


Na avaliação de Bianchini, a Parmalat escolheu o Paraná para centralizar as análises de qualidade do leite que será distribuído em todo o País em função das ações já executadas no Estado para zelar pela qualidade do leite produzido.

Publicidade


Segundo o secretário, atualmente cerca de 200 laticínios, inclusive aqueles que fornecem leite para o programa Leite das Crianças, fazem análise do produto em laboratórios.


Paralelamente, o Governo do Paraná abriu linha de crédito para compra de resfriadores, o que ampliou a aplicação de tecnologia para retirada do leite na propriedade. A Vigilância Sanitária intensificou a vacinação contra doenças do gado como brucelose e tuberculose, iniciativa que resulta na qualidade do leite, disse o secretário. "Agora o Paraná vai intensificar ainda mais essas ações", afirmou.


Leia na Folha:
>> Adulteração provoca queda de 10% no consumo do leite longa vida

AEN


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade