Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Intervenção no PR

Prorietários de área invadida se reúnem com o governo

Redação - Bonde
09 jul 2003 às 10:35
Continua depois da publicidade

O procurador-geral do Estado, Sérgio Botto de Lacerda, deve ser reunir na tarde desta quarta-feira com um dos proprietários e o advogado da empresa Araupel, de Curitiba. A empresa é dona de uma área no noroeste do Estado invadida em janeiro de 1999 pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Por conta de um pedido da empresa, o Superior Tribunal de Justiça determinou intervenção federal do Paraná na semana passada. O motivo da intervenção é que o Estado não cumpriu um mandado judicial de reintegração de posse concedido à empresa ainda em 1999, durante o governo Jaime Lerner.

Continua depois da publicidade


O procurador vai pedir o fim da ação indenizatória que a empresa moveu contra o governo estadual na 2ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba.


Os proprietários querem ressarcimento pelos quatro anos em que não puderam utilizar a área de 15 mil hectares por causa da invasão do MST, em 1999. Cerca de 800 pessoas estariam ocupando a área atualmente.

Para Lacerda, existem formas pacíficas de desocupar a área. Segundo ele, o Incra já teria desapropriado a área para fins de reforma agrária.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade