Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Constrangia a vítima

Bombeiro de Maringá é denunciado pelo Ministério Público por assédio sexual a oficial subordinada

Redação Bonde com MPPR
01 mar 2024 às 12:45
- Agência Brasil
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O MP-PR (Ministério Público do Paraná) denunciou criminalmente um tenente-coronel bombeiro da Polícia Militar do Paraná investigado por assédio sexual a uma tenente que era a ele subordinada no Grupamento do Corpo de Bombeiros de Maringá.


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

A denúncia foi realizada nesta quarta-feira (28), pela 1ª Promotoria de Justiça Junto à Auditoria Militar Estadual, a partir de apurações realizadas por um inquérito da policial militar.

Leia mais:

Imagem de destaque
Manteve contato com a vítima

Homem é preso em Jacarezinho por descumprir medida protetiva contra a irmã

Imagem de destaque
Tem 16 anos

Adolescente suspeito de ter cometido homicídio é apreendido em Sarandi

Imagem de destaque
Estavam roubando celulares

Homens são flagrados assaltando vítimas e acabam mortos em confronto no Jardim Bandeirantes

Imagem de destaque
Supermaconha

PRF apreende pacotes de 'skunk sabor gelato' na rodovia Fernão Dias, em SP


Na denúncia feita pelo MP, consta que o tenente-coronel constrangia a vítima por meio do envio de bilhetes e mensagens de celular sugerindo a formação de uma relação poliamorosa e debochando do casamento da vítima, que aconteceria em uma data próxima. 

Publicidade


Além disso, eram frequentes nas mensagens comentários sobre o corpo da vítima. O denunciado teria, ainda, coagido e constrangido a tenente para que ela não engravidasse, sob ameaça de possíveis prejuízos para sua carreira no Corpo de Bombeiros. Os fatos teriam ocorrido entre abril de 2022 e julho de 2023.


Segundo o Ministério Público, outro aspecto sustentado pela Promotoria de Justiça na denúncia é o de que a conduta do autor dos assédios teria prejudicado o desempenho profissional da vítima, uma vez que ele, enquanto seu superior hierárquico, “passou a recusar-se a falar com ela sobre assuntos profissionais e a cumprimentá-la; a desviar o olhar quando se deparava com ela no posto militar; a desautorizar o deslocamento da vítima para outra cidade e a não liberação de folgas à ela”.


O tenente-coronel pode ser condenado pelos crimes de assédio sexual (Art. 216-A do Código Penal), praticado por seis vezes, e prevaricação (Art. 235 do Código Penal), que consiste em retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição legal com o intuito de satisfazer interesse pessoal.


Imagem
Polícia Rodoviária Federal evita roubo de carga após carreta tombar na BR-369, em Andirá
A PRF (Polícia Rodoviária Federal) foi acionada na manhã desta quinta-feira (29) para evitar possíveis saqueamentos de carga a uma carreta que havia tombado na noite anterior, na BR-369, em Andirá, no Norte Pioneiro do Paraná.


Imagem
Projeto de Lei propõe que usuários de Jacarezinho tenham isenção no pedágio
A prefeitura de Jacarezinho (Norte Pioneiro) deverá encaminhar, nesta sexta-feira (1), um projeto de lei à Câmara Municipal que irá possibilitar a concessão de isenção total da tarifa de pedágio aos moradores do município.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade