Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Cambé

Em ato pela paz, mãe de Karoline Alves aconselha: 'Amem seus filhos'

Jéssica Sabbadini - Especial para a Folha de Londrina
22 jun 2023 às 13:13
- Jéssica Sabbadini - Especial para o Grupo Folha
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O manifesto pela paz, realizado na noite de quarta-feira (21), em frente do Colégio Estadual Professora Helena Kolody, em Cambé (Região Metropolitana de Londrina), reuniu centenas de pessoas de todas as idades. O colégio foi palco do ataque do atirador de 21 anos, e que resultou na morte do casal de namorados Karoline Verri Alves, 17, e Luan Augusto da Silva, 16.


Keller Verri, mãe de Karoline, conta que a filha ensinou a todos que o amor vence e que vale a pena amar e pediu para que o sangue da jovem não seja derramado em vão: “pais, amem seu filhos; filhos, amem seus pais, não percam tempo com brigas”.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Verri também disse que ninguém espera que aconteça o fato ocorrido no colégio, por isso não há culpados. Ela pediu para que as pessoas não percam tempo com ódio porque “o que matou a minha filha não foi uma arma, foi a falta de amor”. A mãe de Karoline pediu uma salva de palmas para os jovens e agradeceu a presença e o apoio que recebeu de toda a comunidade nos últimos dias.

Leia mais:

Imagem de destaque
EM PENSIONATO

Estudante de medicina brasileiro é encontrado morto em quarto no Paraguai

Imagem de destaque
Decisão provisória

Justiça proíbe líder de suposta ONG em Maringá de pedir dinheiro para tratamento de animais

Imagem de destaque
Constrangia a vítima

Bombeiro de Maringá é denunciado pelo Ministério Público por assédio sexual a oficial subordinada

Imagem de destaque
32 toneladas de ração animal

Polícia Rodoviária Federal evita roubo de carga após carreta tombar na BR-369, em Andirá



Alguns dos presentes conheciam os jovens, da escola ou da igreja, outros se comoveram com a tragédia, mas o sentimento visto em todos era o de tristeza e emoção com a morte trágica dos jovens namorados.

Publicidade


A costureira Karina Freitas, 43, foi pedir por paz para que tragédias como essa não se repitam mais. “Só quem é mãe sabe o sentimento que tem pelo filho, independente da idade, você faz qualquer coisa. Eu não tenho filhos em idade escolar, mas o sentimento foi de pânico total”, conta. Ela diz que espera que o atirador tenha se arrependido do que fez e que encontre sua redenção.


Isabel Perez Marcussi, 56, é professora aposentada e conhecia a família de Karoline há muitos anos, já que todos participavam da comunidade Mãe do Divino Amor, no Jardim Primavera. Ela conta que o filho e a nora eram muito amigos dos jovens que morreram e ela foi prestar uma homenagem para a família. Marcussi ressaltou que os pais do atirador não têm culpa pelo que aconteceu, já que é algo que nasceu e cresceu dentro dele.


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA

Imagem
'Amem seus filhos', pede mãe de Karoline, jovem morta no ataque
O manifesto pela paz, realizado na noite de quarta-feira (21), em frente do Colégio Estadual Professora Helena Kolody, em Cambé (Região Metropolitana de Londrina), contou com a presença de Keller Verri, mãe de Karoline
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade