Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Vítimas têm 14 e 15 anos

Estudante usa inteligência artificial para criar nudes falsos de duas adolescentes em Minas Gerais

Leonardo Augusto - Folhapress
08 nov 2023 às 12:25
- Divulgação/PCPR
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Um adolescente de 15 anos, aluno de escola de Belo Horizonte, é apontado pela Polícia Civil como o autor de falsos nudes de duas colegas de escola. As vítimas têm 14 e 15 anos, e o suspeito teria usado inteligência artificial para produzir as imagens.


O nome do estabelecimento de ensino onde os adolescentes estudam não foi informado pela polícia. A divulgação de falsos nudes de adolescentes com a aplicação de inteligência artificial já ocorreu também no Rio de Janeiro.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

O aluno do colégio da capital mineira foi enquadrado como autor de ato infracional e, dependendo de decisão judicial, poderá ser internado por até três anos em centro socioeducativo.

Leia mais:

Imagem de destaque
Conscientização

Polícia Militar apreende quatro carros e uma moto em blitz em Londrina

Imagem de destaque
Crime milionário

Homem suspeito de participar de assalto ao Banco Central é preso em Londrina

Imagem de destaque
Confronto com a Polícia Militar

Homem ameaça família, ex-companheira e policiais com faca e acaba morto em Londrina

Imagem de destaque
Integrante de quadrilha

Jovem de 19 anos é presa por furtar materiais de construção em loja de Londrina

Imagem
K2 e K9 consumidos em SP são feitos com 19 substâncias diferentes, mostra perícia
Análises feitas pela Polícia Científica de São Paulo apontam que as chamadas drogas K consumidas na capital paulista costumam conter ao menos um entre 19 tipos de substâncias entorpecentes


Segundo a investigação, o suspeito usou um aplicativo que coloca o rosto das adolescentes em corpos nus.
O PAAI (Procedimento de Apuração de Ato Infracional) foi encaminhado pela polícia à Justiça na segunda-feira (6).

O aluno publicou os falsos nudes em rede social. Mães das alunas viram as publicações e fizeram a denúncia à polícia em 16 de outubro à Delegacia Especializada de Apuração de Ato Infracional. O autor foi identificado e a página retirada da internet.

"O perfil foi retirado do ar e, em menos de dez dias, foi possível identificar a autoria delitiva, demonstrando que a Polícia Civil está atenta e apta para atuar nesses cenários de crimes que ocorrem no ambiente digital", afirmou o delegado Ângelo Ramalho, responsável pelas investigações.


Imagem
Bombeiros encontram corpo de um dos ocupantes do barco que virou em represa de Primeiro de Maio
O Grupo de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros de Rolândia encontrou, na manhã desta terça-feira (7), o corpo de um dos ocupantes do barco que naufragou na represa da Capivara, em Primeiro de Maio.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade