Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Crime aconteceu em 2018

Homem que deu choques e chutou companheira para induzir aborto é condenado à prisão no Paraná

Redação Bonde
17 mai 2024 às 12:15
- Pexels
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O Tribunal do Júri de Cantagalo, no Centro-Sul do Paraná, condenou a 13 anos de prisão um homem denunciado por agredir a própria companheira com choques elétricos, socos e chutes em sua barriga, provocando aborto em sua gestação de 24 semanas.


O acusado ainda teve a pena aumentada por lesão grave na vítima gestante, que, em razão do aborto e das agressões sofridas, correu risco de morte. O crime que foi cometido em 21 de dezembro de 2018.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Durante o julgamento, o MP (Ministério Publico) pediu ao juiz o aumento da pena por diversas circunstâncias judicias, dentre elas a avaliação negativa da culpabilidade do réu, sua conduta social - uma vez que ele sempre se apresentou como pessoa extremamente agressiva e violenta no seio familiar, mantendo com a vítima um relacionamento conturbado e abusivo, com comportamento machista e traços de possessividade - as consequências (abalos e traumas psicológicos causados na sua então companheira) e as circunstâncias do crime. 

Leia mais:

Imagem de destaque
Vítima fugiu com as filhas

Com tornozeleira eletrônica, marido ameaça esposa e está foragido em Apucarana

Imagem de destaque
Após ser expulso

Homem se irrita, atira em direção à conveniência e deixa dois feridos em Apucarana

Imagem de destaque
Sertaneja e Rolândia

Polícia Rodoviária Estadual apreende quase meia tonelada de maconha no Norte do Paraná

Imagem de destaque
Veículo será periciado

Viatura da Polícia Militar é incendiada em Rolândia e suspeito está foragido


Também foram considerados para o acréscimo da pena o uso de meio cruel e o fato de o crime ter sido cometido pelo réu prevalecendo-se de relações domésticas.


O mesmo homem está preso por um outro processo que apurava fatos ocorridos quatro meses após o caso anterior, em que o ele novamente atentou contra a vida de seu filho, sua esposa, e outra criança que estava em seu ventre. O réu pode ainda apelar da decisão so júri.


Imagem
Viaduto de Lerroville vai ser construído na última fase da duplicação da PR-445
Reivindicação dos moradores, o viaduto de acesso ao distrito de Lerroville, em Londrina, será construído na última fase da duplicação da PR-445.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade