Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Homicídio a marteladas

Jovem de 16 anos mata os pais adotivos no Rio de Janeiro e incendeia corpos

Bruna Fantti - Folhapress
24 mai 2024 às 15:40
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Um jovem de 16 anos matou os pais adotivos com golpes de martelo e depois ateou fogo aos corpos, na Taquara, zona oeste do Rio de Janeiro. O crime ocorreu na madrugada desta sexta (24). O adolescente chamou os bombeiros e foi apreendido.


De acordo com a polícia, o menor afirmou que teve um desentendimento com os pais e, após matá-los, ateou fogo aos corpos.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

A casa tinha dois andares e os corpos foram encontrados em chamas pela polícia, no interior de um quarto. O fogo não se alastrou para o restante da residência.

Leia mais:

Imagem de destaque
Ação conjunta

PF apreende 243 quilos de pasta base de cocaína em Jaguapitã; piloto de helicóptero é preso pela quarta vez

Imagem de destaque
Condenação definitiva

Homem condenado por abusar de sobrinha da namorada é preso em Maringá

Imagem de destaque
Foi detida por seguranças

Mulher é presa por furtar quatro quilos de picanha em mercado de Apucarana

Imagem de destaque
Houve briga

Ex-namorado não aceita término, rouba celular e ameaça homem em Apucarana

O adolescente tem outros três irmãos biológicos, todos mais velhos, que foram adotados por outras famílias. Um deles irmãos esteve na delegacia de homicídios para prestar depoimento e afirmou que não tinha contato com o jovem havia cinco anos.

Ele foi levado para o IML (Instituo Médico Legal) e será encaminhado para a DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente), onde será ouvido. Depois, ficará à disposição da Justiça.

Na sexta (17), um adolescente, também com 16 anos, matou a tiros os pais adotivos e a irmã depois de uma discussão em família, na Vila Jaguara, zona oeste de São Paulo. Ele teria ficado com raiva porque os pais tiraram seu computador e celular. O crime só foi descoberto na noite de domingo (19), quando o jovem ligou para a polícia e contou o que havia acontecido.

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade