Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Polícia investiga

Pastelaria do RS denuncia racismo de cliente que exigiu 'motoboy branco'

Luana Takahashi - UOL/Folhapress
16 nov 2023 às 14:10
- Reprodução / Arquivo Pessoal / Daniela Rodrigues
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Uma pastelaria de Campo Bom, no Rio Grande do Sul, denunciou uma cliente que exigiu um ''motoboy branco" para entregar a sua encomenda.


O caso aconteceu na noite da última terça-feira (14). A loja fica em Campo Bom e 90% de seus pedidos são por delivery.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Em um dos pedidos, uma cliente exigiu que sua entrega fosse feita por um ''motoboy branco''. "Última vez veio um motoboy negro, peço a gentileza que mande um branco, não gosto de pessoas assim encostando na minha comida", escreveu a mulher no campo das observações do aplicativo.

Leia mais:

Imagem de destaque
Operação Veneno Injetado

DEnarc de Maringá investiga empresário suspeito de distribuir anabolizantes e abortivos

Imagem de destaque
Mais de um século de cadeia

'Maníaco da Torre' é condenado pela 5º vez por assassinatos em série em Maringá

Imagem de destaque
Operação da Polícia Federal

Homem é preso por armazenar imagens de abuso sexual infantil em Rolândia

Imagem de destaque
Segundo a Polícia Federal

Grupo criminoso faturou R$ 100 mi com golpe de critomoedas no PR e SC


Imagem
De cada 100 mortos pela polícia em 2022, 65 eram negros, aponta estudo
O número de mortos pela polícia em somente oito estados do Brasil chegou a 4.219 em 2022. Do total, 2.700 foram considerados negros (pretos ou pardos)


Daniela Oliveira, dona do local, contou que a ofensa foi para seu marido Gabriel Fernandes da Cunha, também proprietário e que realiza entregas em dias de muito movimento. "Eu estava na cozinha quando saiu aquela nota, eu li e na hora não entendi muito bem'', relata Daniela ao UOL.

Publicidade


A proprietária respondeu a cliente pela plataforma e entrou em contato com o aplicativo, que forneceu orientações iniciais sobre a denúncia. Em seguida, o esposo foi à delegacia para registrar um boletim de ocorrência.


Imagem
O que fazer se a empresa não pagar a primeira parcela do 13º salário?
As empresas não podem reclamar das finanças nem usar a crise como desculpa, todos os empregados celetistas devem receber, no máxi


Investigações

Publicidade


O síndico do condomínio informado pela cliente disse que o número do apartamento não existe e que não há nenhuma moradora com o nome que constava na plataforma, segundo a Polícia Civil do Rio Grande do Sul.


A polícia investiga o caso para descobrir a verdadeira autoria do crime. "Se a intenção foi ofender alguém especificamente, responderá pelo crime de injúria racial. Se foi para discriminar um grupo de pessoas em razão da cor da pele, então deve responder por um dos tipos penais de racismo", explicou o delegado Rodrigo Camara, que garantiu tratar o caso como prioridade.


A rede de pastelaria prestou solidariedade à franquia gaúcha. ''Tamanha agressão não passará impune'', escreveu. 


Imagem
Entidades de Londrina divulgam calendário de atividades do Mês da Consciência Negra
A fim de promover ações e eventos para a valorização da cultura negra, evidenciando o combate ao racismo, a Prefeitura de
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade