Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Luan Augusto

Sob aplausos, jovem morto em colégio é sepultado em Cambé

Jéssica Sabbadini - Especial para a Folha de Londrina
21 jun 2023 às 17:32
- Sérgio Ranalli
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Numa manhã nublada desta quarta-feira (21) , as pessoas que acompanharam sepultamento do corpo de Luan Augusto da Silva carregavam rosas brancas e oravam em homenagem ao jovem de apenas 16 anos. Assim como a namorada, Karoline Verri Alves, 17, Luan foi morto por um atirador que invadiu um colégio de Cambé (Região Metropolitana de Londrina) na segunda-feira (19).


O jovem chegou a ser socorrido e estava no Hospital Universitário de Londrina., mas morreu na terça-feira. A família autorizou a doação do globo ocular. Ele foi velado no salão paroquial da Igreja Matriz de Cambé e sepultado no Cemitério Municipal Padre Symphoriano Kopf, por volta das 10h.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


“A gente fica revoltado, mas não é o certo”, conta uma senhora, que acompanhou o velório e enterro do jovem e conhecia o casal de missas e eventos da igreja. Chorando, ela fala que é difícil aceitar o que aconteceu com os dois estudantes.

Leia mais:

Imagem de destaque
Norte do Paraná

Mercadorias oriundas do Paraguai são apreendidas em Floresta

Imagem de destaque
Resultado inicial

PF diz que corpos achados em embarcação no Pará são de africanos

Imagem de destaque
Região Metropolitana de Maringá

Três homens são presos após roubar casa e sequestrar vítima em Floresta

Imagem de destaque
No Jardim Leonor

Polícia Militar prende dois homens e apreende um adolescente acusados de furto em Londrina


Aos 80 anos, Ronildo Simoneto também estava acompanhando a despedida de Luan. Apesar de não conhecer o jovem, ele diz que pelo fato de ser cambeense, a morte do menino também o machucou. “O sentimento agora é de tristeza e tristeza”, conta. Sobre a morte do atirador, cujo corpo foi encontrado na noite de terça-feira, na Casa de Custódia de Londrina, ele fala que já não adianta mais porque “ele já fez o que fez”.


Pouco antes do início do cortejo fúnebre, musicais religiosas foram cantadas em homenagem ao jovem, assim como orações e preces feitas. Avô de Luan, o fotógrafo Waldomiro da Silva disse que o neto e a namorado eram “só bondade” e pediu que a morte dos dois sirva de exemplo para o mundo. 


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Luan Augusto é sepultado em Cambé sob aplausos e muita emoção
Numa manhã nublada desta quarta-feira (21) , as pessoas que acompanharam sepultamento do corpo de Luan Augusto da Silva carregavam rosas brancas e oravam em homenagem ao jovem de apenas 16 anos.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade