Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Corrupção na Alep

Assembleia se cala sobre áudios de Traiano com confissão de propina

José Marcos Lopes - Especial para Folha
20 mar 2024 às 12:15
- Dálie Felberg/Alep
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Um projeto apresentado nesta terça-feira (19) poderá limitar a reeleição para o mesmo cargo na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), o que evitaria a possibilidade de um novo mandado na presidência para o deputado Ademar Traiano (PSD), desgastado após a divulgação de uma confissão de pedido de propina. 


Na segunda-feira, a RPC TV divulgou áudios de Traiano combinando o recebimento de R$ 100 mil do empresário Vicente Malucelli, da TV Icaraí, empresa que prestava serviços para a Alep.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Traiano está no quinto mandato consecutivo como presidente da Alep, apesar do entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), adotado em julgamentos de casos semelhantes, de que só pode haver uma reeleição nos Legislativos estaduais. 

Leia mais:

Imagem de destaque
Incluindo jogo do bicho

Lula afirma que vai sancionar projeto que libera cassinos e jogos de azar

Imagem de destaque
Segue até 28 de junho

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Imagem de destaque
Medida polêmica

Projeto de Lei obriga instalação de telas de proteção em apartamentos de Londrina

Imagem de destaque
Entenda

Lula se vacinou contra dengue na rede privada, sem divulgar e antes da campanha do SUS


Em 2022, o deputado obteve uma vitória em uma ação movida pelo PDT, que contestava sua nova candidatura, e o STF entendeu que ele poderia concorrer. Apesar do entendimento do Supremo, atualmente o Regimento Interno da Alep não veda as reeleições, o que poderia levar a uma disputa judicial caso Traiano fosse reeleito para o sexto mandato.

Publicidade


O projeto apresentado nesta semana pelo deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSD) altera o Regimento e determina que o presidente, os três vice-presidentes e os cinco secretários da Alep serão eleitos para um mandato "de dois anos, sendo permitida apenas uma recondução para o mesmo cargo", seguindo o entendimento do STF. 


O projeto será analisado pela Comissão de Constituição de Justiça (CCJ). Segundo Romanelli, o objetivo é adequar o processo de eleição da Mesa Executiva aos processos das demais Assembleias do Brasil e da Câmara dos Deputados.

Publicidade


"Entendo que é necessário fazer de fato um processo de renovação da direção da Assembleia, isso fortalece o parlamento, cria novas lideranças. Esse projeto estabelece uma única reeleição para o mesmo cargo, areja esse processo", disse Romanelli.


CONTINUE LENDO NA FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Assembleia se cala sobre áudios de Traiano com confissão de propina
Assembleia do Paraná pode limitar reeleição para a presidência após escândalo de propina envolvendo o deputado Ademar Traiano.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade